29.6 C
João Pinheiro
sexta-feira, outubro 22, 2021

Ministério Público é favorável à redução dos salários dos vereadores de João Pinheiro para R$1.745,00

Parecer foi manifestado na ação popular que visa anular aumentos ilegais praticados pelos vereadores

As discussões sobre a remuneração da classe política pinheirense que estão na mira da justiça há cerca de um ano se aproximam de uma decisão final na primeira instância. Em parecer final na Ação Popular ajuizada para anular os aumentos do subsídio dos vereadores do município, o Ministério Público do Estado de Minas Gerais entendeu que, de fato, as leis discutidas no processo são inconstitucionais e que o subsídio dos vereadores deve ser fixado em R$ 1.745,00.

As discussões sobre a remuneração dos vereadores de João Pinheiro começaram ainda em 2020 depois que foi aprovado o primeiro aumento. Em razão das dificuldades financeiras ocasionadas pela pandemia de Covid-19, a decisão dos vereadores foi duramente criticada pela população e, logo em seguida, chegou ao crivo do judiciário com o ajuizamento de uma ação popular pelo pinheirense e advogado Márlon Marques.

O que os vereadores não esperavam é que a discussão sobre esse único aumento ocasionaria a revisão de várias leis anteriores que apresentavam irregularidades com o ajuizamento da ação popular. Decisões do Juízo da Comarca de João Pinheiro suspenderam os aumentos até a sentença da causa.

O parecer elaborado pela promotora Fernanda Costa Garcia Perez destaca que a ação popular ajuizada pelo advogado Marlon Marques Melgaço foi certeira em verificar as irregularidades legislativas nas leis n°909/2000, 1.170/2004, 1.404/2008, 1.631/2012, 2.591/2021. Todas elas versam sobre aumentos da quantia a ser recebida pelos vereadores pinheirenses.

O Ministério Público, que atua como fiscal da lei no processo, entendeu, ainda, que as referidas leis trazem danos ao patrimônio público municipal. Agora, o processo seguirá para que o juiz Maurício Pinto Filho prolate a sentença que resolverá a questão em primeira instancia. Destaca-se que, após, caberá recurso aos tribunais superiores, independentemente do resultado.

5 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


5 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
JOAO PAULO
9 dias atrás

pelo menos uma noticia boa

Força tarefa
9 dias atrás

Marlon Melgaço super herói pinheirense !!!

Notícia boa
8 dias atrás

Hoje eu poderia até dizer: ganho mais que os vereadores… Porém o meu ganho final eu trabalho a semana toda… Já eles aí da vão ganhar mais de 1700 reais sem fazer nada…

Vergonhoso.
Coloca tal “cargo” numa disputa sem ganho de nada, apenas voluntariado pra ver se aparece candidato… Vai sobrar vagas.

Ao Marlon, parabéns…

Irônico
8 dias atrás

Esse Marlon sabe representar Jp! ???

Revoltado
7 dias atrás

E sobre o aumento da taxa de esgoto que aumentou muito em João Pinheiro e ninguém fala nada, onde estão os Srs e Sras promotores de nossa cidade e sobre o cartel do gás, gás com preço combinado é crime e aí autoridades?

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias