Publicidade
Atendimento emergencial OdontoCompany João Pinheiro
Publicidade
InícioDestaqueAcusado de assassinar jovem no Parque do Mocambo é preso pela Polícia...

Acusado de assassinar jovem no Parque do Mocambo é preso pela Polícia Militar por latrocínio

Em entrevista ao Portal Patos Hoje o suspeito negou a autoria do crime

Publicado em

A Polícia Militar prendeu o suspeito de assassinar um jovem a facadas no interior do Parque Municipal do Mocambo. O crime é tratado como latrocínio, que é roubo seguido de morte. Outras quatro pessoas que ajudaram o suspeito a fugir para a zona rural também foram levadas para a Delegacia da Polícia Civil. O suspeito nega a autoria do crime.

Publicidade
WN Telecom - 600 megas promoção

O crime aconteceu na madrugada de sábado (28). O corpo de Mateus Willian de Jesus Cirilo, de 18 anos, foi encontrado com diversos ferimentos, às margens de uma pequena lagoa existente no interior do Parque Municipal do Mocambo. Marcas de sangue ficaram espalhadas pelo local. Um vigilante que fazia ronda no interior do parque foi quem encontrou a vítima e acionou a Polícia Militar.

Ainda próximo ao local foram encontrados indícios do crime, sendo realizadas diversas diligências para identificação do autor. Durante as ações, com o alinhamento de informações com a Delegacia de Homicídios e verificações de imagens, chegou-se a identificação de um jovem de 19 anos.

Publicidade
Pop Pet Center em João Pinheiro

Diligências foram feitas ao longo do dia na tentativa de localizar o suspeito. Após receber informações de que ele estaria fugindo em um carro, os policiais militares conseguiram localizar o rapaz em uma área de Chácaras atrás do posto Cometa. Outras quatro pessoas foram conduzidas para a Delegacia acusadas de ajudarem o suspeito na fuga.

Vitor Gabriel, de 19 anos, confirmou que estava no local, mas negou ser o autor do crime. Em entrevista ao Patos Hoje, ele disse que não tinha motivos para matar Mateus, uma vez que não o conhecia. Segundo a Polícia Militar, no entanto, Vitor apresentava alguns ferimentos e estava com os calçados sujos de sangue.

Publicidade

O suspeito disse que o crime foi motivado por envolvimento com drogas. A Polícia trata o caso como latrocínio, uma vez que a pochete e o telefone de Mateus desapareceram. A Polícia Civil deverá dar prosseguimento às investigações.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos