InícioCidadeAdolescente de 17 anos tenta fugir da Polícia, bate em duas viaturas...

Adolescente de 17 anos tenta fugir da Polícia, bate em duas viaturas e é apreendido em João Pinheiro

Questionado, ele afirmou que correu porque é menor de idade e ficou com medo de sua moto ser apreendida

Publicado em

Um adolescente de 17 anos tentou fugir da Polícia Militar de João Pinheiro nesta quarta-feira (20) e levou a pior. Além de bater de frente contra uma viatura, ele e sua mãe terminaram a noite na delegacia e vão responder criminalmente. A moto foi apreendida.

Segundo apurado pelo JP Agora, a ocorrência se iniciou no cruzamento da Rua José de Freitas com a Albertino Maia. O adolescente fez a curva na contramão e bateu na lateral da primeira viatura. Após a colisão, ele desobedeceu a ordem de parada e a tentativa de fuga se iniciou.

O adolescente pilotava uma CG125 Titan e seguiu em alta velocidade por várias ruas, causando risco de danos a si e a terceiros. Ele seguiu em direção ao Bairro Aeroporto, depois retornou ao Bairro Esplanada e, por fim, tentou fugir em direção ao Centro. O que o menor não sabia era que a Polícia já havia montado um cerco para capturá-lo e, assim, pôr fim à tentativa de fuga.

As equipes da Polícia fizeram cerco e bloqueio no cruzamento da Rua Geraldo Rios com a Aparício Saraiva e, ao passar pelo local, o adolescente não conseguiu desviar e bateu em mais uma viatura, desta vez com mais gravidade, atingindo a parte frontal esquerda. Com o impacto, ele caiu e foi abordado na sequência.

Mãe admitiu que comprou a moto para o filho ir ao trabalho

O impacto resultou em pequenas escoriações nos joelhos e ombros do adolescente, motivo pelo qual foi levado à UPA, onde recebeu atendimento e foi liberado. Então, ele e a mãe seguiram para a delegacia. 

A moto está registrada em nome da mãe do adolescente. Questionada, ela afirmou que não tem condições de pagar pelos prejuízos e relatou que adquiriu o veículo para que o filho pudesse ir ao trabalho.

Em razão disso, além de acompanhante do menor, a mulher também foi conduzida e deverá responder criminalmente por ter permitido que o filho pegasse a motocicleta. Já o menor responderá por ato infracional análogo ao crime de direção perigosa.

Assinar
Notificar

Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


5 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
JP
28 dias atrás

Dois irresponsáveis. Esse moleque e essa mãe. Agora fala que não tem condições de arcar com as consequências de seus atos. Por isso o Brasil está essa merda. Por causa de gente assim. Se essa bosta desse moleque morresse na batida, ainda ia culpar os policiais.

GALO DOIDO
28 dias atrás
Resposta para  JP

Certeza.

Kkkk
28 dias atrás
Resposta para  JP

Mela cueca dos poina , kkkk

Adolfo Maia das Floresb
28 dias atrás

Faz o L.

Sem nome
27 dias atrás

É só vender a moto que paga os preju