Publicidade
Anúncio: J3 Ar Condicionado em João Pinheiro - Manutenção, Higienização e Instalação de Ar de todas as marcas
Publicidade
InícioDestaqueAeronave que caiu em Brasilândia de Minas estava regular; piloto era natural...

Aeronave que caiu em Brasilândia de Minas estava regular; piloto era natural de Coromandel

Prefixo do avião foi consultado no site oficial pelo JP Agora

Publicado em

Errata: o JP Agora havia noticiado anteriormente que a aeronave estava irregular porque o prefixo pesquisado pertencia a outro avião.

Publicidade
Faça seu orçamento com a Lubrivaz em João Pinheiro

O avião pulverizador que caiu em Brasilândia de Minas na manhã desta terça-feira (17) estava completamente regular, segundo dados apurados pelo JP Agora no site oficial da ANAC. O piloto, de 30 anos, era natural de Coromandel e morreu devido à queda.

A aeronave caiu em uma área de mata fechada e pântano de uma fazenda a cerca de 20 km da área urbana da cidade. Relembre abaixo como o Corpo de Bombeiros chegou até o local e como é feita a investigação.

Publicidade
Dione Motos em João Pinheiro tem a proteção ideal para você

Autorização para voar

O avião, de prefixo PR-CTD, pertence à empresa Elo Forte Aviação Agrícola LTDA e foi fabricado em 1966. Apesar da longa idade, a aeronave estava com a documentação em dia e possuía autorização para voar até 11 de maio de 2023, prazo do Certificado de Verificação de Aeronavegabilidade (CVA), o qual atesta a condição necessária para que um avião possa voar no Brasil.

O CVA garante que a aeronave atende aos requisitos necessários para a segurança dos voos. Para emissão do certificado padrão são analisados 3 itens básicos: Certificação do projeto do avião: avalia o projeto de engenharia e simulação garantindo que o aparelho é atende aos padrões de segurança; Certificação de fabricação: assegura que o avião é igual ao apresentado no projeto; Certificado de manutenção: garante que a manutenção é realizada por e equipe capacitada dentro dos prazos estabelecidos pelo fabricante.

Publicidade
Raimundo Contabilidade em João Pinheiro

Relembre o caso

O avião pulverizador caiu na manhã desta terça-feira (17). Segundo o tenente do Corpo de Bombeiros, Wellinton Tolentino, o piloto da aeronave ficou preso às ferragens e teve a morte confirmada pelo médico que acompanhou a equipe de resgate.

Ainda conforme os bombeiros, funcionários de uma empresa acionaram os militares, que tiveram dificuldades para chegar ao local da queda. A aeronave só foi localizada no início da tarde, após os militares utilizarem um drone e receberem ajuda dos funcionários da fazenda.

Publicidade

“Encontramos o avião destruído, com a vítima presa às ferragens, sendo o óbito confirmado pelo médico que nos acompanhou. Aguardamos a perícia da Polícia Civil e a Aeronáutica para retirarmos o piloto da aeronave”, disse Tolentino.

A vítima era natural de Coromandel e tinha 30 anos. Ainda não há informações sobre as possíveis causas do acidente.

Publicidade

Em nota, o Seripa III, órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), confirmou o acionamento para realização de ação inicial da ocorrência envolvendo a aeronave em Brasilândia de Minas.

Segundo o órgão, na ação inicial são utilizadas técnicas específicas conduzidas por pessoal qualificado e credenciado, que realiza a coleta e confirmação dos dados, a preservação de indícios, a verificação dos danos causados à aeronave, ou pela aeronave, e o levantamento de outras informações necessárias à investigação da ocorrência.

Publicidade

“O objetivo das investigações realizadas pelo Cenipa é prevenir que novos acidentes com características semelhantes ocorram. A conclusão das investigações terá o menor prazo possível, dependendo sempre da complexidade de cada ocorrência e, ainda, da necessidade de descobrir os possíveis fatores contribuintes”, disse a nota do Seripa III.

FonteG1

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
3 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Manicaca🇧🇷
2 meses atrás

Resumindo: – Total falta de responsabilidade dos donos da Aeronave é da empresa prestadora de serviços se está autoriza tal para prestar o serviço sem a devida segurança também deve responsar penalmente é civilmente. Infelizmente a vida do rapaz não trará de volta. Mas que aja justiça é junto aos órgãos como o ceripa pela aeronáutica é pcmg possa investigar é fazer com que o responsável page pelas consequências. No mínimo ai configurando como um dolo eventual: imprudência, negligência é imperícia por parte da empresa. Sem falar que na região tem várias aeronaves rodando com as mesmas características, sem autorizações… Leia mais »

Última edição 2 meses atrás by Manicaca🇧🇷
Misericórdia
2 meses atrás

A matéria do G1 tava errada né. Ainda bem que esse jornal corrigiu. Errou e corrigiu parabéns. Embora tenha faltado com a atenção corrigiram o erro.

Publicidade
No
2 meses atrás

E o aviao que tava levando drogas e armas pra Brasilândia aposto averiguação e importante .

mais artigos