InícioCidadeApós reportagem do JP Agora, IML de Belo Horizonte comunica liberação do...

Após reportagem do JP Agora, IML de Belo Horizonte comunica liberação do corpo de Marcos Ferreira

Família aguardou mais de 9 meses para que a liberação acontecesse

Publicado em

A reportagem veiculada pelo JP Agora nesta quarta-feira, 26 de abril, contando sobre a luta que a família de Marcos Ferreira de Araújo vinha enfrentando para poder prestar suas últimas homenagens e poder sepultá-lo parece ter chegado às autoridades estaduais. É que, ontem mesmo, na parte da noite e poucas horas da publicação da matéria, a família recebeu a notícia de que o corpo havia sido liberado.

O JP Agora recebeu a denúncia através da viúva de Marcos, a senhora Iraci, que nos contou sobre o sofrimento dela e de toda a família nos últimos nove meses. Sem terem respostas definitivas sobre os trabalhos periciais, a viúva, os filhos e irmãos do jovem caminhoneiro não sabiam mais onde arrumar esperanças, já que o IML não prestava as informações necessárias, conforme apontado pela mulher à redação do site.

Horas depois da veiculação da notícia, o caso tornou-se o assunto principal em João Pinheiro e região. Chocados com a situação, a população se postou ao lado da família compartilhando e comentando a matéria pedindo por providências. A pressão popular, felizmente, deu certo e Iraci foi comunicada, pelo IML, que o corpo havia sido liberado ontem na parte da noite.

Nesta manhã, o JP Agora apurou que a família já está providenciando o traslado e o sepultamento. Foi informado, ainda, que estão providenciando uma ação judicial para responsabilizar o Estado de Minas Gerais pela demora e pelos danos morais ocasionados por ela. O advogado da família, Luis Fernando Ferreira Coelho, falou ao JP Agora sobre o tema.

“A família de Marcos foi submetida a uma situação extremamente degradante, humilhante e desumana. Além da dor do luto, tiveram que conviver por longos 9 meses com a ideia de que o corpo daquela pessoa que tanto amavam estava no IML e sequer tiveram a oportunidade de obter informações concretas a respeito da liberação, sendo o caso resolvido somente depois da divulgação do caso pelo portal JP Agora. Por conta disso, em razão da conduta omissiva do Estado de Minas Gerais ao permitir tamanho atraso, entendemos que ele deve ser responsabilizado pelos danos morais ocasionados a cada um dos familiares de Marcos. É o que vamos buscar na justiça” disse o advogado Luis Fernando Ferreira Coelho à redação do site.

O JP Agora se solidariza com a família e se compromete a acompanhar o caso de perto.


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários