InícioCidadeAposentado fica ainda mais endividado ao cair em golpe de falsa redução...

Aposentado fica ainda mais endividado ao cair em golpe de falsa redução de parcelas da dívida em Presidente Olegário

Além de não reduzir a dívida, criminosos fizeram empréstimo de R$ 6,4 mil e um cartão com limite de R$ 8,5 mil

Publicado em

Um aposentado, de 68 anos, foi vítima da falsa portabilidade de empréstimo, onde os criminosos fazem contato e oferece propostas de negociar dívida com parcelas menores, mas o dinheiro vai parar na conta dos bandidos e a vítima fica ainda mais endividada.

Foi o que aconteceu com um aposentado residente na Zona Rural do Município de Presidente Olegário. Ele procurou o 5º Pelotão da Polícia Militar (PM) para registrar uma ocorrência do golpe.

De acordo com a ocorrência policial registrada no final da tarde desta terça-feira (20), o aposentado relatou que tem um empréstimo de cerca de R$ 120 mil em uma agência bancária e que recebeu contato de um número de telefone do DDD -011, e que nas mensagens recebidas a pessoa identificou como representante do Banco PAN oferecendo-lhe propostas para negociar sua dívida.

Na esperança de diminuir as parcelas, o aposentado aceitou negociar e enviou informações pessoais por meio de fotos de documento de identidade, CPF, foto de rosto, e comprovante de endereço. Após a negociação recebeu em sua conta o valor de R$ 6.411,13, e que fez uma transferência de R$ 4.411,00 para um PIX de Chave Aleatória, conforme solicitado, pelo suposto funcionário do banco.

Ainda de acordo com a ocorrência policial, o aposentado ficou aguardando a redução de sua parcela o que não aconteceu e não conseguiu mais fazer contato com o número com o qual falava antes. A vítima relatou que ao tirar extrato é que percebeu empréstimo R$ 6.411,13 e ainda descobriu um cartão de crédito gerado em seu nome no dia 31 de outubro de 2022, no valor de R$ 8,5 e que não foi ele o solicitante.

O caso registrado pela Polícia Militar será investigado pela Delegacia da Polícia Civil de Presidente Olegário. Até o fechamento da reportagem não havíamos conseguido contato com o banco.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


2 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Irônico
1 mês atrás

Dívidas só resolvam presencialmente. O Banco não pede dados pessoais, pois ele já tem todos seus dados! Abrem os olhos ou os estelionatários vão tirar até suas calças! Kkk

João
1 mês atrás

Banco faz isso com povo paga dez parcelas devolve uma coloca uma na sua conta e volta o financiamento pra o inicial aconteceu comigo devia sessenta parcelas paguei dedepositaram uma na minha conta e voltou sessenta parcelas de novo

mais artigos