Aprenda como aumentar a vida útil das fechaduras com Vagner Pacheco, do Chaveiro e Carimbos do Didi

O empresário destaque em seu ramo apontou quais as principais atitudes que estragam as fechaduras e deu dicas de preservação

Você sabia que não dar todas as voltas completas na fechadura de sua residência pode ocasionar o travamento ou até mesmo danificar sua fechaduras. E que bater a porta é o principal causador de danos para a fechadura? Estes são pequenos exemplos de atitudes que, no longo prazo, se traduzem em prejuízo. Conversamos com Vagner Pacheco, da Chaveiro e Carimbos do Didi, sobre o que fazer para preservar as fechaduras de residências.

“Assim como qualquer outro objeto, as fechaduras possuem uma vida útil, cuja durabilidade estará ligada à forma com que é usada”, esclareceu Vagner Pacheco no início da entrevista concedida ao JP Agora. Segundo ele, a escolha do modelo certo e o uso correto podem significar vários anos sem que se pense em trocar.

“A fechadura mais adequada se define através da análise do modelo da porta, que pode ser de madeira, de vidro, de aço, etc. A escolha correta pode ser o diferencial para que se evite problemas futuros, tanto com defeitos quanto com invasões. Tanto que as marcas diferem seus produtos pelo nível de segurança que eles oferecem.”

A manutenção preventiva, segundo o empresário, é o modo principal para evitar problemas. “Evitar de bater as portas, procurar especialistas quando logo quando os problemas começa a aparecer, além de dar todas as voltas que a fechadura oferece são meios eficazes para aumentar a vida útil.”

Se você está passando por algum problema com as fechaduras de sua casa, procure o Vagner Pacheco no CHAVEIRO E CARIMBOS DO DIDI, toda a sua equipe estará sempre à disposição, para lhe atender e tirar as suas dúvidas. Av. Juca Cordeiro, 678, Centro, (38) 3561-4065.


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Artigos relacionados

Últimas Notícias