Em ação conjunta, PM de João Pinheiro prende 3 estelionatárias após golpe aplicado em Paracatu

Veículo da vítima foi levado depois que as criminosas apresentaram um falso comprovante de depósito

No final da manhã da última terça-feira, 30 de novembro, um homem de 44 anos foi vítima de estelionato na cidade de Paracatu – MG. Uma mulher, se passando por compradora do veículo de propriedade da vítima, lhe apresentou um falso comprovante de depósito para conseguir realizar a transferência do carro. Por sorte, o homem notou que havia caído em um golpe, acionou a Polícia Militar e, após uma ação conjunta, o veículo foi recuperado em João Pinheiro – MG.

As informações apuradas pela reportagem do JP Agora dão conta que a estelionatária entrou em contato com o homem através de um anúncio realizado no FaceBook. A vítima tentava vender sua Fiat Strada de cor vermelha na rede social. Então, por volta das 11 horas da última terça-feira, a suposta compradora desembarcou na rodoviária de Paracatu e, de lá, partiram todos direto para o despachante.

Após realizada a transferência de propriedade, a estelionatária apresentou um falso comprovante de depósito para o homem no valor de R$36.000,00 (trinta e seis mil reais). Passadas algumas horas, o proprietário do veículo resolveu entrar em contato com seu banco para constatar se, de fato, o dinheiro havia caído, quando então foi informado que o depósito se tratava de um cheque pré-datado do estado de São Paulo, o que não era o combinado.

Diante disso, o homem procurou a Polícia Militar imediatamente. Empenhados, a fração da PM de Paracatu entrou em contato com as cidades vizinhas e passaram todos os dados. Então, a Polícia Militar de João Pinheiro realizou um cerco e conseguiu flagrar o veículo entrando no perímetro urbano da cidade. Realizada a abordagem, a Fiat Strada era conduzida pela negociadora do suposto negócio, uma mulher de 34 anos. Ela estava acompanhada de outra mulher, de 40 anos, que havia assinado o recibo em seu nome. Outra mulher, de 38 anos, acompanhava a dupla.

Durante a apuração dos dados das suspeitas, a PM de João Pinheiro descobriu a existência de um mandado de prisão contra a mulher de 34 anos expedido pela justiça de Santa Catarina pelo crime de estelionato. As três foram presas em flagrante e encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil. O veículo foi apreendido e removido ao pátio para ser restituído à vítima.


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Artigos relacionados

Últimas Notícias