InícioCidadeEm áudio, mulher chama crianças do abrigo de “nojentinhos” e causa alvoroço...

Em áudio, mulher chama crianças do abrigo de “nojentinhos” e causa alvoroço nas redes sociais em João Pinheiro

JP Agora conseguiu o contato da mulher e ela esclareceu que não teve a intenção de ofender o abrigo e tampouco as crianças

Publicado em

Na última quinta-feira, 07 de dezembro, um áudio de uma mulher chamando as crianças da Casa de Acolhimento Carla Alves Queiroz, antigo abrigo, de “nojentinhos” ganhou as redes sociais e causou revolta. O JP Agora conseguiu identificar a mulher e a entrevistou. Ela destacou que não teve a intenção de ofender o abrigo de João Pinheiro e nem as crianças. Confira.

Segundo a mulher, que terá a sua identidade preservada, o áudio em questão era para ter sido enviado para outra pessoa no privado, mas acabou sendo encaminhado a um grupo acidentalmente. Na gravação, ela diz que terá que ir para o abrigo para “cuidar daqueles nojentinhos de lá” , dando a entender que substituiria uma funcionária.

O JP Agora apurou que ela não integra o quadro de monitoras do abrigo e não é funcionária pública, como foi levantado por terceiros equivocadamente nas redes sociais. Em entrevista concedida à nossa reportagem, ela se defendeu dizendo que não teve a intenção de ofender ninguém, referindo que o termo nojentinho se referia ao comportamento “custoso” das crianças.

“O áudio não era direcionado a grupo, era direcionado ao privado, mas houve esse acidente. Usei o termo nojentinho sim, não foi a intenção manchar os meninos do abrigo, a gente vê tantas pessoas falarem aqueles meninos custosos e isso e aquilo, não foi a intenção ofender, mas ofendi. As pessoas já colocaram que trabalho no hospital municipal, na UPA, eu não sou funcionária municipal, sou uma pessoa comum, não tenho nada a ver com a prefeitura”, explicou a mulher.

A reportagem também procurou a administração da Casa de Acolhimento, que esclareceu que eles não autorizam que outras pessoas de fora cubram as monitoras, de modo que as trocas de turno podem acontecer somente entre elas. Foi apurado, por fim, que a mulher que gravou o áudio entrou em contato com a administração e pediu desculpas pelo ocorrido e o caso foi resolvido.

Assinar
Notificar

Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


1 Comentário
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Lucas
7 meses atrás

Claro que o objetivo foi ofender sim, depois que vazou o audio se arrependeu pois mostrou seu carater sujo, queria saber quem foi mandar os amigos fazeram uma visita a ela..