InícioCidadeEmpregado flagrado fazendo sexo com colega em supermercado tem demissão por justa...

Empregado flagrado fazendo sexo com colega em supermercado tem demissão por justa causa confirmada em Minas

Decisão da Justiça do Trabalho em Contagem reforça seriedade das normas de conduta no local de trabalho

Publicado em

Um episódio incomum e controverso veio à tona na 5ª Vara do Trabalho de Contagem, Minas Gerais. Um funcionário de um supermercado, após manter relações sexuais com uma colega nas dependências da empresa, foi demitido por justa causa. A juíza Jordana Duarte Silva, responsável pelo caso, considerou a falta grave suficiente para justificar a decisão.

O empregado, na tentativa de reverter a demissão, entrou com uma ação trabalhista. Ele admitiu o ato íntimo, mas alegou que tal comportamento não deveria resultar em uma penalidade tão severa, defendendo que já havia sido penalizado anteriormente pelo mesmo fato. Entretanto, as alegações do empregado não foram suficientes para convencer a magistrada, que julgou o pedido improcedente. Segundo ela, o período de apuração dos fatos pela empresa foi considerado adequado, e não configurou uma dupla penalização ou perdão tácito.

A magistrada destacou que a conduta do funcionário, especialmente no desempenho de uma função de liderança, como encarregado, agravou a situação. Além disso, ficou evidenciado que o empregado já havia recebido outras advertências anteriores por diferentes motivos.

A Primeira Turma do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais confirmou o entendimento da juíza, concordando que a gravidade dos fatos justificava a demissão por justa causa. Com a decisão, o funcionário não tem direito a recorrer, encerrando assim o processo com a confirmação de sua demissão por justa causa.

Assinar
Notificar

Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


6 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Faz o L
4 meses atrás

Uma rapidinha, dá nada não…

Coisa de louco
4 meses atrás
Resposta para  Faz o L

Por causa de pensamento assim que as crianças vai pegando exemplo parabéns

GALO DOIDO
4 meses atrás

vixe pode nen da uma rapidinho no supermercado credo

Toda reportagem vou estar aqui 👍
4 meses atrás
Resposta para  GALO DOIDO

Tem casa não? Pra fazer isso? cara uma mulher de verdade nunca se sujeitaria ser usada em qualquer lugar.Essa aí concerteza é mais uma marmita de vagabundo infelizmente

Faz o L
4 meses atrás

Se a mulher quer e naquela hora, pode negar fogo não!
Se nega, é chamado de já sabe né, então é férro na boneca!

Tá osso
4 meses atrás

Meu Deus OQUE houve com as mulheres deixar ser usada assim volta logo Deus