Estudo que mostra a situação hídrica do Rio da Prata será apresentado nesta semana em Presidente Olegário

O estudo detalha a disponibilidade hídrica superficial, o uso e ocupação do solo e a caracterização de unidades de paisagem, além de sugerir ações para revitalização da bacia hidrográfica

Um diagnóstico sobre a situação hídrica do Rio da Prata será apresentado na próxima quarta-feira (20), às 8h, no Salão Buritis em Presidente Olegário. A iniciativa integra as ações do Programa Restaurar, estruturado pelo Sebrae Minas. O estudo detalha a disponibilidade hídrica superficial, o uso e ocupação do solo e a caracterização de unidades de paisagem, além de sugerir ações para revitalização da bacia hidrográfica.

O levantamento foi proposto pelo Sebrae Minas e pela Prefeitura Municipal de Presidente Olegário e teve o apoio da Associação dos Produtores Rurais e Irrigantes do Noroeste de Minas Gerais (Irriganor), do Governo do Estado de Minas Gerais, da Câmara de Vereadores e da CDL. O estudo vai apoiar o planejamento e a implantação de projetos para impulsionar o desenvolvimento sustentável do território, visando a restauração e a conservação dos recursos naturais, bem como a redução de conflitos na região.

Durante a apresentação do diagnóstico, serão levantadas informações cruciais para o desenvolvimento, implantação e monitoramento de planos, programas, projetos e ações para o aprimoramento da gestão ambiental. A programação do evento também inclui o painel “Águas Brasileiras” com a participação de especialistas do setor.

De acordo com o gerente do Sebrae Minas Marcos Geraldo Alves, a partir do estudo, será possível construir estratégias e propor ações de melhoria para o uso da água. Para o prefeito de Presidente Olegário, Rhenys Cambraia, o estudo vai direcionar as ações de revitalização da bacia, preservação das matas ciliares e melhoria do fluxo d’água.

Rio da Prata

O Rio da Prata é um importante afluente do Rio Paracatu, que por sua vez é o maior afluente do Rio São Francisco, contribuindo com cerca de 40% da vazão do ‘Velho Chico’. O Rio da Prata nasce no município de Presidente Olegário e tem sua foz no município de João Pinheiro. A região tem na agropecuária a sua principal atividade

1 COMENTÁRIO


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


1 Comentário
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Filhos da anarquia
1 mês atrás

Mais as outorgas para pivô não para.

Artigos relacionados

Últimas Notícias