Publicidade
Chegou seu momento - Faculdade Cidade de João Pinheiro
Publicidade
InícioBrasilHomem é preso suspeito de tentar matar esposa após sonhar com traição

Homem é preso suspeito de tentar matar esposa após sonhar com traição

De acordo com Polícia Civil, os dois são casados há 13 anos e tem quatro filhos. Caso aconteceu em Planaltina de Goiás, no Entorno do DF

Publicado em

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) prendeu, nessa segunda-feira (19/9), um homem de 37 anos suspeito de tentar matar a esposa a facadas depois de sonhar que era traído por ela, em Planaltina, no Entorno do Distrito Federal. A vítima foi atingida com golpes no pescoço, na clavícula e nas mãos. O suspeito fugiu após o crime.

Publicidade
J7 Imobiliária - O sonho da casa está aqui

Segundo a investigação, ao ser preso, o homem, que não teve a identidade divulgada pela polícia, admitiu a autoria do crime, praticado no dia 9 de agosto. Os dois eram casados por 13 anos e têm quatro filhos.

De acordo com a polícia, no dia do crime o suspeito acordou durante a madrugada depois de sonhar que a esposa tinha um caso extraconjugal com outro homem, pegou uma faca e começou a questioná-la. A mulher, então, negou qualquer relacionamento fora do casamento.

Publicidade
Banho e tosa para seu Pet - POP Pet Center João Pinheiro

Logo depois da discussão, segundo informações repassadas pelos investigadores, a mulher voltou a dormir. Ainda sem acreditar, o homem teria pegado novamente a faca e aplicado vários golpes contra ela. A vítima correu para fugir do ataque, foi socorrida e levada para o hospital.

A polícia pediu a prisão do suspeito, e a Justiça expediu um mandado. O homem foi preso após um trabalho de monitoramento para tentar localizá-lo.

Publicidade

O suspeito já tem passagem pela polícia por um homicídio em Formosa. Agora, ele vai responder por tentativa de feminicídio.

O Metrópoles não encontrou contato da defesa do acusado até o momento em que este texto foi publicado, mas o espaço segue aberto para manifestações.

Publicidade

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos