InícioCidadeHomem invade residência e estupra mulher de 40 anos em Canabrava; suspeito...

Homem invade residência e estupra mulher de 40 anos em Canabrava; suspeito negou o crime

Vítima relatou que acordou por volta das 04h com o indivíduo em cima dela já realizando a consumação do estupro

Publicado em

Uma mulher de 40 anos moradora do Distrito de Canabrava foi vítima de estupro em sua própria cama na madrugada deste sábado, 30 de dezembro. O suspeito teria arrombado a porta da residência e consumado o ato aproveitando-se que a vítima estava desacordada. Ele foi preso pela Polícia Militar e seguirá na cadeia até segunda ordem.

O JP Agora apurou que a mulher procurou ajuda com um vizinho assim que o suspeito fugiu de sua residência. A Polícia Militar, então, foi acionada e capturou o suspeito e o conduziu até a delegacia. A vítima apontou que toma remédios para dormir e que, por isso, não ouviu o suspeito entrando na residência.

Ela alegou que a porta foi arrombada e que acordou já sem o short com o suspeito em cima dela na cama, realizando a penetração. A vítima contou, ainda, que tentou gritar, mas teve a boca tampada pelo suspeito, que parou o estupro depois de um certo tempo.

Na delegacia, o suspeito negou a autoria do crime e disse que a relação sexual foi consentida. Segundo ele, a mulher é usuária de drogas e faz programas em troca de dinheiro. O acordo dos dois, no entanto, não foi concretizado porque, segundo o suspeito, ele ficou insatisfeito com o atendimento e negou realizar o pagamento. Então, ainda de acordo com sua versão, a mulher disse que o acusaria de estupro.

Apesar da negativa do suspeito, a prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva e ele seguirá encarcerado até segunda ordem. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Assinar
Notificar

Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


1 Comentário
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Rosa do deserto
3 meses atrás

Agora vc nega né covarde tem apodrecer na cadeia esse não foi primeiro estupro desse verme não