InícioCidadeHomem que assassinou travesti a golpes de machadinha é condenado a 16...

Homem que assassinou travesti a golpes de machadinha é condenado a 16 anos de prisão em Patos de Minas

Duda foi para o local na companhia de outras pessoas para usar droga

Publicado em

O Tribunal de Júri da Comarca de Patos de Minas julgou nesta segunda-feira (13) o acusado de assassinar a travesti Duda Marins em março do ano passado. Daniel Lima da Silveira, de 39 anos, confessou o crime e foi denunciado pelo Ministério Público por homicídio duplamente qualificado.

O crime aconteceu na casa de Daniel, no bairro Santa Luzia, quando Duda foi para o local com outras pessoas para usar drogas. Eles se desentenderam e Daniel golpeou várias vezes a vítima com uma machadinha. O corpo foi encontrado com o rosto desfigurado na manhã seguinte.

Daniel fugiu, mas foi encontrado e preso dias depois na cidade de Belo Horizonte. Ele está preso desde então aguardando julgamento. Inicialmente investigado como latrocínio, o Ministério Público entendeu que a denúncia deveria ser por homicídio duplamente qualificado.

A defesa argumentou que o desentendimento foi causado por uma ameaça das pessoas presentes de tomar a casa de Daniel. No entanto, após ouvir os argumentos da defesa e do Ministério Público, os jurados consideraram Daniel culpado.

Daniel foi condenado a 16 anos de prisão em regime fechado. A sentença representa uma vitória para a justiça e para a memória da vítima, Duda Marins.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos