Publicidade
Anúncio: J3 Ar Condicionado em João Pinheiro - Manutenção, Higienização e Instalação de Ar de todas as marcas
Publicidade
InícioMinas GeraisHomem que matou mulher em Minas Gerais após 'brochar' no sexo é...

Homem que matou mulher em Minas Gerais após ‘brochar’ no sexo é preso

À irmã, suspeito confessou ter esfaqueado a companheira após ser zombado. Crime ocorreu na última segunda, no bairro Asteca

Publicado em

Está preso o homem, de 44 anos, suspeito de matar a companheira, de 51, no bairro Asteca, em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. Ele teria esfaqueado a mulher após brochar durante uma relação sexual na última segunda-feira (17). Em seguida, confessou o crime para a irmã e fugiu.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

Policiais civis da Delegacia de Homicídios de Santa Luzia conduziram a prisão. Não há informações sobre onde estava o suspeito preso.

O crime

A irmã do suspeito chamou a polícia depois de que ele a procurou e disse que tinha “feito merda” e que golpeou uma mulher. Ele ainda disse que “provavelmente estava morta”. O próprio suspeito contou à irmã que a vítima “riu dele por ter brochado”. Como ele não conseguiu se excitar, a mulher “ficou debochando e rindo”, ele alegou que se exacerbou e deu duas facadas na parceira.

Publicidade
J7 Imobiliária - O sonho da casa está aqui

Um dos golpes atingiu a altura do peito e, o outro, atingiu o pescoço da mulher. À irmã, o homem apontou como causa da impotência o consumo de cocaína momentos antes do ato sexual. Eles voltaram à cena do crime e viram a mulher morta. Quando suspeitou que a irmã chamaria a polícia, o homem fugiu e continua sendo procurado.

A irmã continuou na casa do autor até a chegada da polícia. A vítima foi encontrada na cama de barriga para cima, com os dois ferimentos causados pela faca, que estava ao lado do corpo. O rabecão da Polícia Civil levou o corpo até o Instituto Médico Legal.

Publicidade
FonteO Tempo

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos