InícioCidadeJoão Pinheiro confirma primeiro caso de Chikungunya em nova atualização da Secretaria...

João Pinheiro confirma primeiro caso de Chikungunya em nova atualização da Secretaria de Estado de Saúde

A dengue e a Chikungunya possuem sintomas parecidos; entenda quais são as diferenças

Publicado em

O Estado de Minas Gerais está em alerta geral com a Dengue, já que o número de casos aumentou quase seis vezes entre os dias 2 a 12 de fevereiro. Em João Pinheiro, já são 47 casos confirmados e, com a nova atualização do painel da Secretaria de Estado de Saúde, a cidade fácil de ser amada confirmou o primeiro caso de Chikungunya.

O paciente que teve o diagnóstico confirmado para Chikungunya em João Pinheiro é do sexo masculino, integra a faixa etária dos 20 a 29 anos e não possui enfermidades. A Chikungunya é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, o mesmo que também transmite a Dengue e a Zika. 

Além de serem transmitidas pelo mesmo mosquito, essas doenças apresentam alguns sintomas semelhantes, o que pode dificultar o diagnóstico. Os especialistas entendem que a principal diferença entre a Dengue e a Chikungunya é as dores no corpo. Enquanto a Dengue apresenta dores musculares, a Chikungunya apresenta dores nas articulações, as quais podem permanecer por vários meses.

O tratamento dessas doenças é praticamente o mesmo, uma vez que não existem medicamentos específicos para elas. O recomendável é que o paciente permaneça em repouso e beba bastante líquido. Alguns medicamentos são indicados para dor, mas não se deve recorrer a remédios que contenham ácido acetilsalicílico, pois podem desencadear hemorragias. O ideal, portanto, é buscar atendimento médico para a realização de exames.

Assinar
Notificar

Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


1 Comentário
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Eduardo Valadares
1 mês atrás

cadê o prefeito o na época da eleição??!