João Pinheiro recebe 760 doses extras da vacina Astrazeneca por estar na onda roxa

A iniciativa foi anunciada pela Agência de Comunicação do Governo Estadual

A cidade de João Pinheiro recebeu 760 doses extras de vacina contra a Covid-19 por estar enquadrada na Onda Roxa do plano Minas Consciente. O quantitativo faz parte da reserva técnica da SES-MG, que o órgão mantém estrategicamente para atender situações emergenciais.

Os critérios utilizados para as escolhas dos municípios seguiram os indicadores disponibilizados pela Sala de Situação da secretaria, como taxas de incidência, mortalidade por covid-19, ocupação de leitos de enfermaria e de Unidade de Terapia Intensiva, além de atenderem a condição de serem municípios com menos de 100 mil habitantes. A decisão também foi deliberada pelo Centro de Operações de Emergência em Saúde (Covid-Minas Gerais).

“Uma vez que o quantitativo da reserva técnica é pequeno, não adiantaria enviar doses extras para os municípios grandes, onde o impacto na vacinação seria menor. Portanto, um dos pré-requisitos foi encaminhar as vacinas para os municípios dessas macrorregiões que estão na onda roxa com os piores indicadores e tivessem menos de 100 mil habitantes”, informou a diretora de Vigilância de Agravos Transmissíveis da SES-MG, Janaína Fonseca Almeida Souza.

Publicidade
Dom Churrasco em João Pinheiro - Barca de Churrasco e Jantinha

A partir de segunda-feira (8/3), as cidades de Carmo do Paranaíba, Coromandel, Guarda-Mor, João Pinheiro, Monte Alegre de Minas, Monte Carmelo, Patrocínio, Santa Vitória, São Gotardo e Serra do Salitre irão retirar o total de 7.520 vacinas da AstraZeneca / Fiocruz, para a aplicação da primeira dose.

Já as dez mil doses da CoronaVac / Butantan serão destinadas às cidades de Capinópolis, Chapada Gaúcha, Lagoa Formosa, Matutina, Paracatu, Prata, Rio Paranaíba, Tupaciguara, Unaí e Varjão de Minas, sendo que cada município irá receber mil doses para dose 1 (D1) e dose 2 (D2), possibilitando a vacinação de pelo menos mais 500 pessoas nestes locais – dentro dos grupos prioritários). A expectativa da SES-MG é que até quarta-feira (10/3), todas as cidades já tenham recebido as doses extras.

Público-alvo

A orientação da SES-MG é que as doses extras sejam destinadas às populações de 80 a 84 anos, pois até o momento o Ministério da Saúde enviou 70% das doses destinadas a essa população. “Finalizando a população de 80 a 84 anos, eles podem começar a decrescer nas faixas etárias, 79, 78, 77 anos, de forma bem organizada nos municípios, alguns fazendo estratégias de vacinação drive thru ou casa a casa, desde que não haja aglomeração nas unidades básicas de saúde, e, se necessário, fazendo o cadastro dos idosos para receberem a vacina”, explica a diretora.

Impacto

A vacinação é uma ação que terá impacto em médio e longo prazo, pois para a imunização completa é necessária a aplicação das duas doses. No caso da AstraZeneca, é preciso intervalo de três meses para aplicação após a primeira dose. A CoronaVac, por sua vez, exige tempo de duas a quatro semanas.

“A população precisa tomar as duas doses e é preciso ainda um período de pelo menos 15 dias após cada dose para a produção de anticorpos. Portanto, o impacto da vacinação será verificado no momento em que nós tivermos uma parcela grande da população vacinada com as duas doses, é um impacto a médio prazo”, explica a diretora, que também reforçou que é preciso manter as medidas de isolamento social, higiene respiratória, utilização de máscara e lavagens das mãos para evitar a proliferação do vírus, mesmo com a vacinação.

Onda Roxa

Para conter a evolução da pandemia e restabelecer com velocidade a capacidade de assistência médica das macrorregiões Noroeste e Triângulo do Norte, preservando a rede hospitalar em todo o estado, o Governo de Minas decretou o fechamento dessas duas macrorregiões de Saúde. A determinação foi aprovada na quarta-feira (3/3) pelo Comitê Extraordinário Covid-19, grupo que se reúne semanalmente para avaliar os indicadores da doença no estado.

As 60 cidades que compõem as duas macrorregiões passarão para a onda roxa do Minas Consciente, faixa criada para contemplar as medidas mais severas de restrição, como toque de recolher das 20h às 5h e aos finais de semana. As normas passaram a valer na quinta-feira (4/3), após a publicação no Diário Oficial.

3 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


3 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
AtéQuando
10 meses atrás

Enquanto muitos cidadãos estão confinados em casa, sem poder trabalhar, sem renda para colocar comida na mesa, sem poder dar o básico aos seus filhos, os vereadores de JP, continuam votando pelo aumento de seus salários. Ontem através do projeto de Lei 2.591/21 os nobres parlamentares decidiram tentar novamente aumentar em os seus subsídios. Até onde vai essa ganância? Tentam a todo preço lucrarem mais. Desrespeitam toda a população e mais ainda as famílias que perderam entes queridos para esse maldito vírus. Não é o momento para se pensar em aumento, mas sim solidariedade e respeito as vítimas dessa tragédia.… Leia mais »

Ludendorf
10 meses atrás

JÁ VIU UMA COISA SEM SERVENTIA NENHUMA, É O TAL DO VEREADOR,
É UM ZERO À ESQUERDA, NUM TÁ AI PARA AJUDAR A POPULAÇÃO, SÓ PENSA EM SALÁRIO, TRABALHAR TAMBÉM TÁ IGUAL BICHO PREQUISA

AteQuando
10 meses atrás

Corrigindo: Não foi votada, mas sim publicada a lei *

Artigos relacionados

Últimas Notícias