Jovem acusado de tentar matar sogro com golpe de facão vai a júri popular em João Pinheiro

Banca de advogados buscará a desclassificação do crime para lesão corporal e o decote das qualificadoras apontadas pelo Ministério Público

O jovem Leonardo Teles, acusado de acertar um golpe de facão em seu sogro após discutirem durante um churrasco no dia 10 de abril de 2020, será julgado pelo Tribunal do Júri na próxima quarta-feira, 14 de julho de 2021, no Fórum de João Pinheiro. A banca de advogados de defesa do réu buscará a desclassificação do crime para lesão corporal com o decote das qualificadoras.

O caso virou notícia no JP Agora na época. Mais tarde, após os trabalhos investigativos da Polícia Civil, o Ministério Público denunciou Leonardo por tentativa de homicídio duplamente qualificado, por motivo torpe e emprego de meios que dificultaram a defesa da vítima. Constam nos autos do processo que os dois começaram uma discussão em meio a um churrasco de família.

A banca de defesa do acusado contará com a atuação dos advogados Dra. Nubia Grasiele Gomes da Silva, membro do Escritório Lans Advogados Associados, Dr. Edimir Gonçalves Ramos, sócio do Escritório Gomes e Gonçalves Advogados Associados, ambos de João Pinheiro-MG, Dr. Marcelo Souza Silva Brito, e Kaic Bahia, ambos membros do escritório Bahia & Brito Advogados Associados, Dr. Fábio Costa Rodrigues, sócio do escritório Zanone Advogados Associados, ambos da cidade de Belo Horizonte – MG e Dr. Tiago Henrique Ribeiro de Souza, sócio do escritório MON Advogados, da cidade de Uberlândia – MG.

Publicidade
Barca de Churrasco - Dom Churrasco - Valor R$ 60,00

Juntos, tentarão provar que houve uma agressão inicial por parte do sogro e que, somente depois, o jovem teria desferido um golpe de arma branca nele. Também, ressaltarão, durante os debates, que Leonardo socorreu o sogro até a casa de um vizinho, que o direcionou até o Hospital Municipal, onde permaneceu internado por dois dias e recebeu alta sem maiores complicações.

“Tem-se muito a debater acerca da arma utilizada no fato, a qual não fora encontrada, a real intenção de cometimento do delito, bem como sobre as atitudes e o socorro prestado pelo acusado, pós fato. Por isso, buscaremos a desclassificação da acusação de tentativa de homicídio para lesão corporal, bem como o decote das qualificadoras (motivo torpe e meio que dificultou a defesa da vítima) suscitadas pela acusação” apontou a advogada Dra. Nubia Grasiele Gomes da Silva, componente da defesa de Leonardo, em entrevista exclusiva concedida ao JP Agora.

O julgamento começará pela manhã, por volta das 08:00 horas, no Fórum de João Pinheiro. O JP Agora seguirá acompanhando o caso e trará novidades assim que possível.

1 COMENTÁRIO


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


1 Comentário
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Cidadao
4 meses atrás

Um desequilibrado que dá uma facãozado no pescoço do próprio sogro, imagina o que possa fazer com um desconhecido(a) na rua. Que fique muitos anos preso, para o bem da sociedade.

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias