Publicidade
Anúncio: J3 Ar Condicionado em João Pinheiro - Manutenção, Higienização e Instalação de Ar de todas as marcas
Publicidade
InícioCidadeJovem é torturado, morto e tem a cabeça decapitada por grupo do...

Jovem é torturado, morto e tem a cabeça decapitada por grupo do “Tribunal do Crime” em São Gotardo

As partes do jovem foram levadas para o IML

Publicado em

Um jovem de 20 anos foi brutalmente assassinado em mais um ritual do “Tribunal do Crime”, desta vez no distrito de Guarda dos Ferreiros, no município de São Gotardo. A Polícia Militar agiu rápido e conseguiu deter os autores, sendo três adolescentes e um maior de 20 anos. Eles confessaram ter assassinado a vítima por dívida de drogas.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

O crime aconteceu na noite dessa segunda-feira (14). Os policiais militares decidiram ir até a casa da vítima Júlio Vitor Araújo Barbosa, de 20 anos, como forma de prevenção. Ele já tinha sido vítima de tentativa de homicídio no dia anterior. Mas, ao chegarem ao local, os policiais encontraram apenas a casa revirada e com muito sangue fresco espalhado no chão.

Diante disso, os policiais decidiram ir até a casa de frente, onde residem dois irmãos gêmeos de 16 anos, apontados como autores da lesão corporal do dia anterior. O imóvel estava aberto e sem ninguém. Os militares continuaram os rastreamentos e localizaram dois jovens em atitude suspeita. Na mochila de um deles, os policiais encontraram roupa suja de terra, um nunchaku, bala clava e duas facas sujas de terra. Segundo a Polícia, uma faca e a bala clava foram usados no roubo a um disk bebidas.

Publicidade
Banho e tosa para seu Pet - POP Pet Center João Pinheiro

Durante a abordagem, os policiais receberam informações de que havia indivíduos circulando nas proximidades da rua I. Os militares foram para o local e viram os irmãos gêmeos entrando numa casa. A moradora disse que não os conhecia. Os irmãos foram convidados para fora. Questionados sobre o motivo da agressão a Júlio no dia anterior, os irmãos disseram que ele devia drogas e queria comprar mais.

Questionados sobre o sangue na residência de Júlio, eles disseram ser do dia anterior. Os policiais insistiram dizendo ser sangue fresco. Nesse instante, os gêmeos disseram não ter envolvimento com o homicídio, sendo que em nenhum momento os militares haviam falado na morte de Júlio. Diante disso, os policiais informaram que iriam apreender os celulares e os irmãos acabaram confessando o crime.

Publicidade

Eles contaram que amarraram Júlio com as mãos para trás, agrediram e depois, seguindo ritual do “Tribunal do Crime”, mataram a vítima a facadas. Os irmãos contaram com a ajuda dos dois rapazes que tinham sido abordados antes. Eles ajudaram a segurar e a desovar o corpo. Um dos gêmeos ainda usou uma faca para decapitar Júlio Vitor.

O corpo foi encontrado pelos policiais nas imediações de uma plantação de café que existe próxima às residências da vítima e dos gêmeos. A cabeça foi enterrada e o corpo jogado em uma grota a cerca de 5 metros dali. As partes foram levadas para o IML. A perícia também esteve no local do homicídio. Os irmãos gêmeos e um terceiro adolescente de 17 anos envolvidos no crime foram apreendidos e um rapaz de 20 anos que ajudou na ação foi preso em flagrante.

Publicidade

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos