InícioCidadeJovem que agrediu namorada e filha de três meses é visto vigiando...

Jovem que agrediu namorada e filha de três meses é visto vigiando vítimas e acaba preso em Patos de Minas

Ele foi encaminhado para o presídio e está à disposição da justiça

Publicado em

O jovem de 22 anos que agrediu a namorada e a filha do casal de apenas três meses foi visto vigiando a casa das vítimas e acabou preso na tarde da última quinta-feira, 12 de janeiro. Ele foiencaminhado para o presídio de Patos de Minas na manhã desta sexta-feira (13).

O jovem seguia desaparecido desde o dia das agressões, em 04 de dezembro. Desde então, era procurado pela polícia em toda a região, mas ninguém esperava que ele seria encontrado e preso tão perto. Sem se importar com as consequências, ele se aproximou da casa das vitimas e ficou vigiando-as, até que uma denúncia anônima levou à prisão momentos depois.

Segundo informações, o Conselho Tutelar já monitorava a família por causa de agressões anteriores. A vítima possuía inclusive uma medida protetiva contra o rapaz.

Após passar pelo exame de corpo de delito e ser ouvido pelo delegado, o jovem foi encaminhado para o Presídio de Patos de Minas.

Relembre o caso

De acordo com o registro da ocorrência, a Polícia Militar foi acionada no bairro Afonso Queiroz onde um indivíduo estaria agredido a mulher com socos e empurrões e também enforcando a própria filha de apenas três meses. Segundo a vítima de 21 anos, o motivo das agressões seria porque ela teria discutido com o marido e, ele não gostando, acabou batendo nela e enforcando a criança.

A mulher contou ainda que escutou seu pai e seu irmão chegarem em casa e só aí conseguiu pedir por socorro. O indivíduo que possui 22 anos conseguiu fugir do local. A criança, que apresentava vermelhidão nos braços e sinal de agressão no rosto, foi encaminhada para a Santa Casa de Misericórdia em um primeiro momento pois estava vomitando bastante.

Posteriormente, ela foi encaminhada para o Hospital Regional. A vítima disse aos policiais que possuía uma medida protetiva contra o rapaz e que estava morando na casa da mãe. Entretanto, decidiu dar mais uma chance a ele e reatou o relacionamento. Segundo informações, a família já era acompanhada pelo Conselho Tutelar uma vez que o pai já havia agredido a criança anteriormente.

Segundo ela, na terça-feira (03), ele teria a impedido de ir trabalhar, nessa quarta-feira (04) novamente, e após discussão e agressões chamou a PM.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos