InícioCidadeMãe agride filha de 9 anos com fio de energia após flagrá-la...

Mãe agride filha de 9 anos com fio de energia após flagrá-la gravando vídeos sensuais no banheiro, em Patos de Minas

Mulher de 50 anos foi levada ao CAPS e criança está sob cuidados do Conselho Tutelar

Publicado em

Uma mãe de 50 anos agrediu sua filha de 9 anos após flagrá-la gravando vídeos sensuais no banheiro da residência onde vivem, em Patos de Minas. O caso ocorreu na madrugada desta quarta-feira (19) e gerou grande comoção na cidade.

De acordo com o boletim de ocorrência, a conselheira tutelar acionou a Polícia Militar para verificar uma denúncia de agressão física envolvendo mãe e filha. A equipe do Conselho Tutelar foi inicialmente chamada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde funcionários relataram que a mãe havia chegado com a filha, que apresentava pequenas escoriações pelo corpo. No entanto, antes da chegada da conselheira, ambas deixaram o local.

Com os dados das envolvidas em mãos, a equipe conseguiu localizar mãe e filha na casa onde residem. Questionada, a mãe explicou que vive sozinha com a filha e que encontrou a menina no banheiro, por volta das 00h20, fazendo vídeos sensuais com um celular. A mulher confessou ter agredido a filha fisicamente com um fio de energia para “educá-la”.

Durante a conversa, a conselheira notou que a mãe estava confusa e assustada, expressando desejos suicidas. Por isso, a mulher foi encaminhada ao Centro de Apoio Psicossocial (CAPS), onde já fazia acompanhamento psiquiátrico. A filha foi levada à Santa Casa de Misericórdia, onde recebeu atendimento médico.

Em depoimento aos policiais, a criança afirmou que a mãe, que é paciente do CAPS e faz uso de medicamentos controlados e álcool, já a havia agredido fisicamente outras vezes. Na noite do incidente, a mãe a agrediu com tapas, empurrões e com um fio de cobre de energia elétrica.

A irmã da mãe, que também foi contatada pela Polícia Militar, confirmou que a mulher faz acompanhamento no CAPS há bastante tempo devido a problemas psiquiátricos e transtorno bipolar. A irmã também relatou que a mãe da menina já tentou tirar a própria vida e agrediu a filha em ocasiões anteriores.

Após receber alta médica, a menina foi encaminhada pelo Conselho Tutelar a um lar provisório, onde ficará sob cuidados enquanto o caso é investigado.

Assinar
Notificar

Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


4 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Gafanhoto
1 mês atrás

Se a filha tivesse em um baile funk ou usando drogas essa merda de conselho nem ia aparecer mas como a mãe tá educando aí eles aparecem
Vão procurar o que fazer

Zé Povim
1 mês atrás

Sensual deve ser para não falar nua né? Tá certinha a mãe. Não vai consertar de um jeito vai de outro. A tempos atrás era assim… tem muita gente viva e saudável na face da terra. não vai ser essas chicotadas que vão estragar a garota. Outra coisa: Não vemos ações desses conselheiros tutelares nas baladas cheias de menores embriagando e entorpecendo…

Eu mesmo
1 mês atrás

Se fosse minha filhinha eu como pai tinha apoiado a mãe só podia ter manerado um pouquinho na surra mas poderia ter sido de foi mesmo.Agora hoje em dia não vão criar filhos mais pela lei vai ter monstro criança roubando e começa a prostituição e tudo novo .No Brasil se tiver lei os políticos são os principais.

Jholll
1 mês atrás

Errado foi com.o.fio mas.com uma boa vara de mororó ou de tamarindo daquelas que inverga mais não quebra seria adequado