Marido acusado de atirar várias vezes contra a esposa em JK segue foragido; mulher está em estado grave

Nilton Roberto Barbosa, 47 anos, não foi mais visto depois da tentativa de homicídio

A tentativa de feminicídio que abalou Luizlândia do Oeste (JK) no dia 26 de fevereiro continua impune. Isto porque Nilton Roberto Barbosa, de 47 anos, marido que atirou mais de dez vezes contra a esposa, continua foragido. O JP Agora conversou com um familiar da vítima, que deu detalhes sobre o atual estado de saúde dela e sobre o sentimento de injustiça. Janete Moreira de Melo precisa de doações de sangue em Sete Lagoas.

Denise é cunhada de Janete e foi quem a socorreu no dia do crime. As duas trocavam mensagem no WhatsApp quando Nilton entrou no quarto e descarregou a arma em Janete, que estava deitada com suas duas netinhas na cama. Depois de baleada, Janete ligou para Denise pelo aplicativo e pediu por socorro.

“As duas netinhas são bem pequenininhas. Ela estava deitada com as duas menininhas, ele começou a discutir com ela por ciúmes, mas diz ela que nem foi uma discussão assim porque ela estava conversando comigo por WhatsApp. Eu moro na mesma rua que ela, aí eu conversando com ela, dez minutos da última mensagem ela me ligou gritando e pedindo socorro. Cheguei lá, estava as duas netas dela na cama gritando e ela no chão gritando por socorro. Aí eu consegui descer, chamei a PM e a PM entrou comigo.

Do dia do crime até hoje, Denise conta que o estado de saúde de Janete é bastante crítico. Ela está intubada e em coma porque os tiros atingiram pontos críticos como o intestino e a veia carótida da perna. Depois de perder muito sangue, a mulher foi levada de ambulância até Três Marias e, em seguida, foi transferida para a cidade de Curvelo, onde permanece internada.

“Hoje, o estado dela é muito delicado. Perfurou o intestino dela em cinco lugares, arrebentou o ovário dela e ela o perdeu. Ela ainda está intubada, em coma. Quando cheguei na casa, ela estava sangrando muito pela coxa. Depois, com ela já deitada na maca, descobri mais tiros na região da virilha. Uma das balas está alojada a cinco centímetros da coluna dela, ela não aguenta fazer outra cirurgia no momento porque precisa de sangue” contou Denise ao repórter do JP Agora.

Nilton está foragido desde o dia do crime. Para a família, o sentimento de revolta toma conta, principalmente em razão da crueldade do homem. Todos entregaram o caso nas mãos de Deus confiando na justiça divina.

“A justiça humana é muito falha, dizendo a verdade. Mas eu acredito que a justiça de Deus tarda mas não falha. Nós no momento estamos muito preocupados com a Janete. Queríamos o mínimo era que ele fosse preso” contou a mulher ao repórter do JP Agora.

Família precisa de doadores de sangue em Sete Lagoas

Janete está internada em Curvelo e o banco de sangue que atende o Hospital Santo Antônio fica localizado em Sete Lagoas. Denise contou que a família precisa arrumar 22 doadores para irem até Sete Lagoas. Uma campanha foi iniciada para conseguirem o objetivo.

“Precisamos de doadores de sangue, mas tem que ser em Sete Lagoas, onde tem o banco de sangue que atende ela. A gente está tentando arrumar umas 11 pessoas porque o hospital disponibilizou uma van. Ela está em Curvelo e levar em Sete Lagoas para fazer a coleta” explicou Denise.

Quem se interessar e puder ajudar os familiares de Janete pode entrar em contato diretamente com Denise pelo (38) 9.9909-1696. A Polícia Civil de João Pinheiro investiga o crime e Nilton é considerado foragido. Qualquer informação que leve ao seu paradeiro deve ser repassada imediatamente às autoridades. O JP Agora seguirá acompanhando o caso.

4 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


4 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Tancredo
2 meses atrás

Foi 3 tiros, 6 tiros, 9 tiros ou mais de 10?
Cada reportagem uma versão, não estou entendendo.

Fora Bolsonaro
2 meses atrás

Tinha que colocar ele na cadeia pra ele aprender a bater em mulher tinha que ficar até morrer

Euqual tipo sanguíneo
2 meses atrás

Que tipo sanguino e o dela por favor

Juliane
2 meses atrás
Resposta para  Euqual tipo sanguíneo

Infelizmente ela não resistiu, faleceu na sexta feira dia 11 de março.

Artigos relacionados

Últimas Notícias