InícioCidadeMoradores da Deputado Quintino Vargas reclamam de transtornos por obra inacabada da...

Moradores da Deputado Quintino Vargas reclamam de transtornos por obra inacabada da Copasa em João Pinheiro

A rua foi praticamente destruída para viabilizar a obra, que foi iniciada no início de dezembro e ainda não foi concluída

Publicado em

Moradores da Rua Deputado Quintino Vargas, em João Pinheiro, estão enfrentando transtornos significativos devido a uma obra inacabada da Copasa. Iniciada em 06 de dezembro, a obra, que visa melhorar a captação de esgoto, ainda não foi concluída, deixando a rua praticamente intransitável.

Os moradores que contataram o JP Agora reclamaram que vão completar um mês sem poderem guardar seus carros nas garagens. É que a obra em questão visa resolver um problema de captação de esgoto e, dada a complexidade, praticamente tornou intransitável a referida rua.

Um dos pinheirenses ouvidos pelo site relatou, ainda, que a obra não foi concluída por falta de material, o que aumentou ainda mais a revolta entre os vizinhos. “Absurdo o que essa Copasa faz com a população. Agora alegam que não tem canos para colocar. Enquanto a rua fica assim e os moradores não conseguem nem retirar os carros de casa. Pensa quando chove o que vira isso aqui. A obra é boa? Sim. Vai melhorar o esgoto segundo eles. Mas abrir a rua toda e não ter canos para concluir é demais. Aí largam todos aqui desse jeito. Absurdo”, relata o morador, que preferiu não se identificar.

O JP Agora apurou que a obra em questão foi resultado de uma ação do Ministério Público para que a Copasa regularizasse a coleta de esgoto de parte das residências que compõem a rua, sendo, portanto, de grande relevância tanto para os moradores locais quanto para o meio ambiente. A questão da falta de canos, no entanto, não foi confirmada.

“A Copasa informa que a previsão é que as obras da rua Deputado Quintino Vargas, bairro Centro, em João Pinheiro, sejam concluídas até a próxima sexta-feira (05/01/24), caso não ocorra chuva – já que o solo precisa estar seco para receber massa asfáltica, do contrário, a qualidade do serviço pode ser comprometida. Além disso, as empresas fornecedoras de matéria-prima estão em recesso de fim de ano e devem voltar a operar em janeiro.”

A empresa, ainda, falou sobre o serviço prestado, confirmando se tratar de uma ordem da Administração Municipal e do Ministério Público. “No local foram eliminadas ligações clandestinas de esgoto nas redes pluviais, em atendimento às demandas da administração municipal e Ministério Público. Até a conclusão dos serviços, as áreas permanecerão devidamente sinalizadas e até interditadas, se for necessário para garantir a segurança de quem trafega pela região. As vias serão higienizadas tão logo concluídas as intervenções por parte da empreiteira contratada pela Companhia.”

O JP Agora seguirá vigilante se a obra será entregue no prazo estipulado.

Assinar
Notificar

Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


3 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Galo
3 meses atrás

Esse povo da Copasa é muito vagabundo. Se vosse na casa deles já estaria pronto povo safado país sem lei

Adolfo Maia das Flores
3 meses atrás

Se tem a casa cheia de bosta acha ruim. Se faz obra para melhorar acha ruim. Tranquilo, se nem Jesus Cristo agradou a todos.

Galo
3 meses atrás
Resposta para  Adolfo Maia das Flores

Tem do chupa saco vai lá então e arruma se fosse na porta da sua casa você não estaria agindo assim mas pimenta nos olhos dos outros e refresco kkkkkkk