Mulher de 58 anos cai em golpe e perde mais de R$57 mil para golpistas em Patos de Minas

Elas se passaram por funcionárias do INSS para pedir dados bancários e outros dados pessoais da vítima

Uma mulher de 58 anos foi vítima de golpistas na tarde dessa quarta-feira (24) em Patos de Minas. Os criminosos realizaram um empréstimo de mais de R$57 mil no nome da mulher. Elas se passaram por funcionárias do INSS para pedir dados bancários e outros dados pessoais da vítima. Assim que percebeu o golpe, ela procurou a Polícia Militar, mas já era tarde demais.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da Polícia Militar, a vítima de 58 anos procurou a Base Comunitária Móvel relatando que havia sofrido um golpe por telefone. Segundo a vítima, ela recebeu uma ligação de uma pessoa que se identificou como Jaqueline, se passando por funcionária do INSS. A suposta funcionária disse que a vítima teria um benefício a receber e que iria transferir para uma pessoa responsável.

Em continuidade ao golpe, uma nova pessoa se identificou como Emily e pediu para que a vítima confirmasse os dados pessoais inclusive dados de sua conta bancária. Os golpistas ainda solicitaram fotos dos documentos da mulher e ela enviou através de um aplicativo de conversas. Os golpistas também convenceram a vítima de entrar em um link e realizar reconhecimento facial e assim ela o fez.

Publicidade
Dom Churrasco em João Pinheiro - Barca de Churrasco e Jantinha

A mulher de 58 anos só percebeu que havia caído em um golpe posteriormente. Os golpistas realizaram um empréstimo no valor de R$57.540,00 no nome da vítima. Sendo assim, a mulher procurou a Polícia Militar para registrar a ocorrência. A Polícia Militar orienta a não passar dados pessoais por telefone ou via mensagens, desconfie de todas movimentações financeiras via telefone, qualquer dúvida em uma negociação ligue para a Polícia Militar através do 190 ou procure um policial.

5 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


5 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
OSVALDO
10 meses atrás

Pra concluir um golpe deste, e muita gente graúda envolvida no esquema

Aroldo
10 meses atrás

Nesse caso o Banco não é autor do golpe, mas é có responsável, como faz empréstimo para uma pessoa e deposita o empréstimo para outra pessoa. Divulgue nas redes sociais.
Outra, como faz empréstimo para terceiros sem o solicitante do empréstimo.
Procura um advogado e entre na justiça contra o Banco o responsabilizando. Esse valor da para acionar no Juizado especial sem custos para correr o processo.

Problema do grande.
10 meses atrás
Resposta para  Aroldo

Juizados estaduais até 40 salários mínimos, e até 20 sem necessitar de advogado.

Lainha
10 meses atrás

Conto da carochinha

Fernando Aparecido Pimenta
10 meses atrás

Logo logo o IBGE começará a fazer o recenseamento, vai um ser um grande problema, pois muitos não irão informar os dados corretos e outros não vão nem responder e o pior é que vão aparecer casos de gente caindo em golpes…

Artigos relacionados

Últimas Notícias