Publicidade
Tratamento com as melhores condições - OdontoCompany João Pinheiro
Publicidade
InícioPoliciaisPai acusado de matar a própria filha de apenas 3 meses em...

Pai acusado de matar a própria filha de apenas 3 meses em Buritis é preso em Shopping no DF

Polícia Civil de Minas Gerais cumpriu mandado de prisão preventiva na última terça-feira

Publicado em

Investigadores da Polícia Civil (PCMG) de Buritis prenderam, na última terça-feira (15), o pai suspeito de matar a própria filha em 4 de setembro de 2021. A criança de três meses estava sob os cuidados dele quando deu entrada na Unidade Mista de Saúde (Postão) desacordada. Encaminhada para Brasília, a criança não resistiu. O IML do Distrito Federal fez o exame cadavérico que apontou diversas lesões graves pelo corpo.

Publicidade
J7 Imobiliária - O sonho da casa está aqui

A alegação inicial por parte do suspeito, de 23 anos, foi de que a criança havia caído do sofá enquanto ele preparava a mamadeira na cozinha, por isso foi levada para atendimento. Testemunhas que estavam na unidade afirmam que ele demonstrava tranquilidade, enquanto a mãe chegou desesperada momentos depois. O suspeito era considerado foragido pela justiça e foi preso pela Polícia Civil em Taguatinga-DF. Ele foi monitorado pelos policiais por cinco dias até ser preso no Alameda Shopping.

A delegada do caso deu detalhes sobre o caso em entrevista. O pai cuidada da filha na parte da tarde enquanto a mãe trabalhava e, ao que tudo indica, teve um acesso de raiva e matou a bebê. Segundo a delegada, o jovem teria assumido o crime para a mãe da criança e depois ela procurou a polícia, quando então as investigações se iniciaram. O laudo e a perícia realizada no corpo indicaram sinais de agressões.

Publicidade
Pop Pet Center em João Pinheiro

“Ela tinha diversas lesões no crânio, afundamento, rachaduras e outras lesões no corpinho também, nos braços e nas mãos. A versão do autor foi que a criança teria caído do sofá inicialmente. Depois, ele disse que estava passando com a criança de um cômodo para o outro e ela havia batido com a cabeça na quina da porta após ele saber que a gente já estava de posse do laudo. Analisando todo o conjunto probatório, verificou-se que não tinha congruência as alegações dele com as provas e então ele foi preso em Brasília.

O pai será processado por homicídio e, se pronunciado, irá a júri popular em Buritis – MG, onde o processo tramitará.

Publicidade

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos