Pinheirense Mestre em matemática desenvolve método para auxiliar aprendizado de seus alunos na rede pública de ensino

Apesar da pouca idade, Dhyego Vaz possui duas formações, começou a lecionar para o ensino superior aos 23 anos e agora se tornou Mestre em matemática

Valorizar o que é nosso e, principalmente, o nosso povo, sempre foi um dos pilares do JP Agora. Além das notícias diárias de João Pinheiro e de toda a região, estamos sempre em busca de histórias que possam inspirar e servir de exemplo para todos que acompanham o site. Hoje, vamos contar um pouco sobre a trajetória de Dhyego Vaz, pinheirense de 28 anos considerado prodígio do mundo das contas, que possui duas formações e se tornou Mestre em matemática recentemente. Sua tese relacionada ao ensino remoto será publicada em breve e foi aprovada com mérito.

A história profissional de Dhyego começou logo quando terminou o ensino médio. Audacioso e ainda aos 17 anos, começou dois cursos superiores de uma só vez: engenharia civil e matemática. Sempre muito dedicado, antes mesmo de se formar, passou em um concurso de professor da rede estadual de ensino e foi convocado assim que terminou a faculdade de matemática.

Sua carreira como professor, no entanto, começou bem antes da aprovação no concurso, aos 18 anos, quando já dava aulas na rede pública como professor substituto e também em colégios particulares. Empenhado para capacitar ainda mais sua docência, Dhyego começou uma pós graduação em matemática assim que terminou a graduação e a finalizou juntamente com o curso de engenharia civil. Então, graduado em engenharia e pós graduado em matemática, tornou-se professor universitário aos 23 anos para os mais variados cursos de engenharia e arquitetura.

Publicidade
Dom Churrasco em João Pinheiro - Barca de Churrasco e Jantinha

Assim, desde muito novo, Dhyego já era professor concursado e dava aulas em uma instituição de ensino superior. No entanto, sua paixão pelos estudos nunca o abandonou, assim como a vontade se capacitar ainda mais, até que resolveu abandonar suas aulas na faculdade para se dedicar ao mestrado. Um novo ciclo de aprendizado se iniciava.

Mestrado, pandemia e aulas online

Em entrevista concedida à redação do JP Agora, Dhyego contou que levou um verdadeiro choque de realidade quando começou a trabalhar na rede pública de ensino. A realidade ali era bem diferente daquela vivenciada por ele no Cenecista, onde cursou o ensino médio em João Pinheiro.

“Quando estava no ensino médio, estudava em escola particular. Então pra mim era comum sair da escola, ir para casa, estudar, fazer o dever de casa. Aí, quando fui lecionar na escola pública, eu vi que a realidade mudava muito. Lá eu conheci problemas sociais. Alunos com problema de droga, violência familiar, fome, estupro. Percebi que aquilo ali fazia parte da sociedade.”

Frente a todas essas complicações sociais, o professor de matemática viu em seus 10 anos lecionando na rede pública que seus alunos não tinham o costume de estender os estudos para o extraclasse, quando muito, se dedicavam dentro da sala de aula. Pensando nisso, assim que começou o mestrado em meados de 2018, começou a pensar em uma tese que beneficiasse o ensino da rede pública, quando então teve a ideia de se dedicar a um sistema próprio através do qual os alunos tivessem acesso a videoaulas para complementar os estudos.

Sua tese ganhou ainda mais força no início do ano passado quando a pandemia do coronavírus parou toda a rede de ensino. Ao passo em que autoridades tentavam solucionar a questão, Dhyego se dedicava nos meses finais do seu mestrado para fundamentar sua tese. Foi quando ele selecionou 14 alunos para participarem da pesquisa científica que embasaria todo o trabalho.

Basicamente, o método consiste em proporcionar ao aluno uma videoaula para ser assistida antes da aula presencial. O ganho de tempo foi uma das consequências que o professor pôde observar.

“Eu tive a ideia de inverter o papel da escola e da casa. Antes, o aluno ia para escola, aprendia a matéria com o professor, chegava em casa e treinava. Se tivesse dúvida no treinamento, o aluno teria que esperar até a próxima aula para retirá-las. Com o meu método, eu gravava as videoaulas e passava para os alunos verem em casa para que pudessem juntar as dúvidas e confrontá-las depois em aula. Então acontecia que eu ganhava um tempo enorme em aula porque o aluno já estava com a dúvida preparada e ele já sabia o que a aula se tratava.”

Com o cenário da pandemia, Dhyego adaptou sua tese para que a aula presencial acontecesse virtualmente, mas manteve a proposta do aluno assistir a videoaula antes e usar o tempo com ele para retirar dúvidas.

“Fiz nove videoaulas, 11 questionários, um questionário antes da pesquisa para saber o perfil do meu aluno para ele saber do meu conteúdo e depois a gente ia para aula. Na segunda-feira eu explicava a matéria e dava uma lista de exercícios, quinta feira eu resolvia a lista de exercícios, fechava o ciclo e já dava as videoaulas seguintes.”

O resultado foi além do esperado. Todas as habilidades da base nacional curricular foram contempladas pelos 14 alunos e a tese de Dhyego foi aprovada com todos os méritos possíveis. O trabalho será publicado em breve e o pinheirense espera que ele possa ajudar outros professores da rede pública de ensino.

“Vou criar mais material para complementar as aulas dos alunos de escola pública. Meu material de mestrado é direcionado para professores de matemática do ensino médio. Vou começar com os meus alunos, expandir para aulas particulares e espero que isso prolifere.”

Histórias inspiradoras como estas merecem ser compartilhadas. O compromisso e preocupação de um jovem com a rede pública de ensino e, principalmente, com os alunos, é louvável e digna dos mais sinceros parabéns por parte de toda a comunidade pinheirense.

9 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


9 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Mailton Zacarias
10 meses atrás

Toda dedicação, esforço e perseverança tem as suas recompensas; parabéns Dhyego pôr todas estas conquistas ???

Marlene apda Feliciano
10 meses atrás

Parabéns Dhyego!!! Vc é merecedor de toda conquista, foi um tempo difícil de muita luta, mas valeu a pena, muito sucesso em sua carreira, e que Deus te abençoe e ilumine a sua vida e seu trabalho.

José Antonio Pereira da Silva
10 meses atrás

Parabéns…

Brasileiro
10 meses atrás

Parabéns Dhyego, sucesso para você que Deus continue te abençoando! ?????????

WILSON JAQUES MARTINS
10 meses atrás

Parabéns Dhyego. Seu trabalho e dedicação na docência são exemplares. O magistério requer professores assim.Que Deus te ilumine sempre nessa profissão, que apesar de não ser muito valorizada é o pilar de todas as demias. Sou professor, de matemática, aposentado na rede estadual de ensino e procurava sempre novidades para meus alunos durante todo ano letivo no sentido de melhorar a cada dia.

Zezim
10 meses atrás

Quantos erros de portugues em uma matéria só!

Trabalhadorjp
10 meses atrás
Resposta para  Zezim

“Em uma matéria só” pleonasmo … criticar errando… kkkkkk

Betânia
10 meses atrás
Resposta para  Zezim

Vai lá , corrige o texto! Só não se esqueça de começar pelo seu comentário , de cara você já estrangulou o “português”

Marcelo
10 meses atrás

Dyego, sucesso em tudo o que você fizer!!!

Artigos relacionados

Últimas Notícias