Publicidade
Anúncio: J3 Ar Condicionado em João Pinheiro - Manutenção, Higienização e Instalação de Ar de todas as marcas
Publicidade
InícioCidadeRodeios volta a ser permitido em Minas após decisão do presidente do...

Rodeios volta a ser permitido em Minas após decisão do presidente do TJMG

Publicado em

A realização dos rodeios voltou a ser permitida em Minas Gerais nesta quarta-feira (31). A decisão é do presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador José Arthur Filho, em resposta ao recurso apresentado pelo Estado de Minas Gerais com documentos fornecidos pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg).

Publicidade
J7 Imobiliária - O sonho da casa está aqui

Em trechos do documentos, o desembargador apresentou as justificativas para permitir a realização dos rodeios em Minas. “O cancelamento dos eventos possui o condão de configurar grave lesão à economia pública, uma vez que festas de tal espécie costumam movimentar, sobremaneira, o turismo e o comércio locais, com grande impacto sobre o orçamento municipal”.

Os organizadores dos rodeios, segundo o magistrado, deverão “zelar pelo bem-estar dos animais utilizados”. Para isso, será preciso prover médico veterinário habilitado, infra-estrutura completa para atendimento médico, transporte seguro e apropriado para os animais e piso das arenas com amortecimento do impacto.

Publicidade
Banho e tosa para seu Pet - POP Pet Center João Pinheiro

O magistrado também destacou que a atividade de rodeios é reconhecida pela legislação vigente como manifestações culturais, protegidas pelo texto constitucional. “Necessária se faz a suspensão dos efeitos da decisão como forma de se resguardar interesse público tutelado pela legislação de regência”, afirmou o presidente do TJMG.

Repercussão

Para Antônio Pitangui de Salvo, presidente do Sistema Faemg, a decisão demonstra a “sensibilidade do poder judiciário”.

Publicidade

“Foi um trabalho conjunto com a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), por meio do secretário Thales Almeida, imediato ao surgimento do problema. A decisão demonstra a sensibilidade do Poder Judiciário em respeito à tradição, aos costumes populares e a um evento que está reconhecido por lei federal como de caráter artístico, esportivo e cultural, o rodeio. Fez-se a justiça”, comemorou.

FonteO Tempo

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
1 Comentário
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Jp
1 mês atrás

Eai seu prefeito as criamça adolessentes ama esse esporte e cutura chamado rodeio esta esperança ver rodeio vai corta esse ano ? Agora n tem mas corona adimiro fmas jamir andrade pois nunca deixo falta rra melhor rodeio minas

mais artigos