Publicidade
Chegou seu momento - Faculdade Cidade de João Pinheiro
Publicidade
InícioMinas GeraisAdolescente é morto com golpes de hélice de ventilador no interior de...

Adolescente é morto com golpes de hélice de ventilador no interior de Minas Gerais

O suspeito, de 34 anos, alegou ter sido ameaçado de morte por adolescentes que vendiam drogas na região

Publicado em

Um adolescente, de 15 anos, foi morto por um homem, de 34, com uma hélice de ventilador em Visconde do Rio Branco, na última sexta-feira (8). Porém, a ocorrência foi apenas divulgada nesta segunda (11). O crime ocorreu em uma casa, que é usada como ponto de tráfico de drogas e para abrigar foragidos da Justiça, localizada na rua Coronel Belarmino, esquina com Oscar Salermo, no bairro Barreiro.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

A Polícia Militar (PM) foi acionada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). No local, os policiais arrombaram o portão que dá acesso à residência e encontraram o corpo do adolescente ensanguentado no chão. A morte foi constatada por médicos do Samu.

A perícia foi acionada e identificou que o instrumento usado para matar o adolescente era uma hélice de ventilador, que estava com sangue e tecido biológico. Em seguida, o corpo foi liberado para a funerária após a mãe da vítima chegar ao local.

Publicidade
J7 Imobiliária - O sonho da casa está aqui

Ao analisar imagens de câmeras de segurança, os militares avistaram o autor entrando no imóvel e, depois, saindo rapidamente. Ele usava calça jeans claro, blusa cinza com gorro preto e um boné.

Após receber denúncias anônimas de quem seria o autor, que já foi preso e condenado por cometer um homicídio em 2014, os militares realizaram rastreamento. Inicialmente, os policiais foram até o endereço citado no boletim, porém ele não foi encontrado. Depois, receberam informações de que ele estaria morando com uma mulher no Barreiro e, que por estar foragido da Justiça, costumava se esconder em uma escola do bairro.

Publicidade
Raimundo Contabilidade em João Pinheiro

No endereço, a corporação recebeu mais denúncias de que ele seria o autor do crime. Em uma delas, foi informado que ele estaria na casa da sua mãe, no mesmo bairro. A polícia foi até o local e descobriu que existiam várias casas. Após fazer um cerco, alguns militares adentraram aos fundos de uma residência, informada por populares de que era a casa da mãe do autor, e o localizaram na sala. Na ocasião, os agentes deram ordem de prisão.

Os policiais notaram que ele apresentava sinais de quem teria usado entorpecentes. Durante o depoimento, o homem disse que saiu de casa de madrugada para comprar drogas, mas que não conseguiu. Além disso, ele contou para os policiais que não podia sair na rua, porque foi ameaçado de morte por adolescentes que vendiam drogas no bairro. Ele também disse à polícia que o irmão da vítima queria matá-lo, mas sem explicar o motivo.

Publicidade

Após a detenção do suspeito, os policiais receberam ligações anônimas e fotos dizendo que o autor seria morto caso a PM não o detivesse. O autor recebeu atendimento médico e foi preso. O ventilador usado como arma para o assassinato foi apreendido.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos