17.5 C
João Pinheiro
domingo, fevereiro 28, 2021

Após 4 horas de reunião, Edinho não deverá decretar lockdown em João Pinheiro

A AMNOR decidiu recomendar apenas recomendações mais rígidas para o comércio em geral

Após 4 horas de reunião, a Associação dos Municípios do Noroeste de Minas Gerais – AMNOR decidiu por não recomendar o lockdown para os prefeitos integrantes da associação. A posição não é vinculante e caberá a cada prefeito segui-la ou não. Confira os detalhes a seguir.

A carta de recomendação 03/21 emitida na noite desta quinta-feira (18) impõe diversas restrições para o comércio local, mas não foge muito do que já está sendo aplicado pelos municípios, inclusive em João Pinheiro – MG. Não recomendou nem o toque de recolher e nem o lockdown, como era esperado, já que várias cidades já adotaram as referidas medidas.

A grande novidade foi a recomendação para que os restaurantes e bares parem de vender bebidas alcoólicas para consumo no estabelecimento, bem como para que restrinjam o limite máximo de duas pessoas por mesa, podendo mais desde que da mesma base familiar.

Outro ponto importante foi a recomendação para que restaurantes funcionem somente das 11:00 até as 15:00 horas com redução da capacidade de lotação reduzida a 50% do permitido no alvará.

Para os supermercados, a recomendação foi para limitarem a entrada de pessoas a 40% da lotação máxima permitida, além de manterem barreiras sanitárias na entrada dos estabelecimentos.

É importante salientar que as medidas tratam-se apenas de recomendações e não possuem efeito vinculante, cabendo a decisão final aos prefeitos, que seguirão ou não as medidas via decreto.

Por isso, uma nova reunião com o comitê de enfrentamento da Covid-19 será marcada e, somente depois, dependendo da decisão, um novo decreto será editado.

Veja a recomendação na íntegra

  1. Restringir o comércio local em geral, com utilização de barreiras com fitas zebradas ou similares, com redução da capacidade do número de pessoas no local ou utilização para o sistema drive-thru ou delivery até as 00:00 horas, ou seja, até a meia noite.
  2. Restringir o funcionamento dos restaurantes de 11:00 horas até as 15:00 horas, com ocupação de apenas 50% da capacidade máxima, permitida em alvará de funcionamento, observando o distanciamento de, no mínimo, 02 metros entre as mesas, com limitação 02 de pessoas por mesa, ressalvados da mesma base familiar, bem como a proibição de vendas de bebidas alcoólicas para consumo local;
  3. Restringir o comércio varejista de alimentos, bares, lanchonetes e outros similares, com redução da capacidade para 50%, prevista em alvará, com consumo de alimentação no local apenas no horário de 6:00 horas às 15:00 horas, ficando proibida a venda bebida alcoólica para consumo local em quaisquer horários, sendo permitida apenas a venda pelo sistema drive-thru ou delivery até as até as 00:00 horas, ou seja, até a meia noite;
  4. Restringir atendimentos presenciais nos estabelecimentos como salões de beleza, barbearia e clínicas, determinando o revezamento de funcionários, limitando atendimento de apenas 01 pessoa com horários marcados, e, caso de mais de uma sala ou cadeiras de atendimento, observando o distanciamento de no mínimo 02 metros;
  5. Restringir o atendimento e funcionamento das academias, com atendimento dia e horários marcados, com redução da capacidade para 50%, prevista em alvará de funcionamento, com adoção de medidas de higienização dos equipamentos a cada utilização, além da higienização periódica durante o dia.
  6. Restringir atendimento nos supermercados, hipermercados, mercearias, lojas de conveniências e similares, com limite de entrada de apenas 40% da capacidade máxima permitida em alvará de funcionamento, considerado o quadro de funcionários, com uso de barreiras sanitárias na entrada e nos caixas, bem como higienização dos carrinhos e similares/equipamentos coletivos, observando os atendimentos prioritários.
  7. Proibir quaisquer atividades que gerem entretenimento em locais públicos e privados, como serestas, jogos, atividades esportivas, shows, festividades, músicas ao vivo, sons de qualquer natureza e outros similares, exceto cerimonias religiosas, previamente agendadas, observando as limitação junto às entidades religiosas e normas da vigilância sanitária local.
  8. Restringir a lotação das entidades/cultos religiosos, observando a lotação de máxima de 50% da capacidade total, de acordo com alvará de funcionamento, com uso de barreiras sanitárias na entrada, bem como higienização bancos/similares de uso coletivos.
  9. Ampliar o atendimento ao sistema bancário, incluindo bancos, casas lotéricas e postos de atendimentos, com observância do distanciamento, sendo possível, estendendo a carga horário de funcionamento e /ou descolocando quantidade maior de funcionários para agilizar o atendimento.
  10. Seguir as recomendações locais quanto ao uso de máscaras, álcool gel e higienização de ambientes.
  11. Em caso de não cumprimento das recomendações acima indicadas, o estabelecimento estará sujeito a penalidades, entre elas a suspensão do alvará, fechamento do estabelecimento.

21 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


21 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Pe de cana
9 dias atrás

Falou nada das casas de peças, casa de matérias de construção, nada de gente andando no centro , tumultuado o comércio, nada de uso obrigadorio de sempre andar de máscara combrindo o nariz, nada dos treilhes da praça, nada do tumulto da feira livre, …..tenho fé em nada disso , o melhor é multar e multar…quem descumprir……ou prender e cobrar fiança…..

JP
8 dias atrás
Resposta para  Pe de cana
  1. Restringir o comércio local em geral, com utilização de barreiras com fitas zebradas ou similares, com redução da capacidade do número de pessoas no local

Ou é burro ou se faz

Júlio
9 dias atrás

Deveriam proibir venda de bebidas alcoólicas em qualquer ponto de venda. Sem bebida alcoólica entendo que não haverá aglomeração.

Zé das Pamonha
9 dias atrás
Resposta para  Júlio

Deviam proibir a produção de milho, povo tá aglomerando é pra fazer pamonha!

Neomisia
9 dias atrás

Como que pode os caras deixar academias funcionando, coisa que acho certo e proibir atividades esportivas. Quer que o povo pare de se exercitar e fique em casa ou algum lugar pra pegar a doença e agravar mais rápido que o normal,pq uma das coisas que aumenta a imunidade é a prática esportiva

Indignado com tanto sem noção
9 dias atrás
Resposta para  Neomisia

É simples só você não frequentar, quem frequenta academia que está na UTI???
O problema está nas festas com cachaça, reuniões de amigos em casa. Você deve ser um folgado para querer prejudicar os comerciantes que estão seguindo as regras, se enxergue antes de vir falar besteira.

Conciencia
9 dias atrás

Sabemos que não te culhão para fechar João Pinheiro. Nunca fechou não será agora. A única coisa que ele fecha é escola.

Filipe
8 dias atrás
Resposta para  Conciencia

Não fecha pq ser não os empresarios vem tudo encima dele .😂

BiribaoSmth
9 dias atrás

kkk vai continuar a mesma coisa aiai

Indignado
9 dias atrás

Aguardem sábado e domingo pra vcs verem o tanto de gente de fora na cidade

mito
9 dias atrás

OU SEJA VAI CONTINUAR DO JEITO QUE TA

Jorge
9 dias atrás

Se fechar tudo resolver, sao paulo hoje nem era p existir covid, o tempo q ficou fechado e os casos dispararam, estado campeão disparado com numero de casos, temos de enfrentar essa situação como se deve tomando todos os cuidados, e com entendimento nao adianta fechar a cidade povo tem de se conscientizar, ja passou de hora de medidas mais severas com relação as aglomerações e lugares afastados da cidade levando centenas de pessoas, precisamos trabalhar olhem os preços das coisas a gasolina hoje vai a beira de 5.50 ja pensou se parar denovo

anonimo
8 dias atrás
Resposta para  Jorge

Não adianta não, o povo parece que é burro, não entende que a maioria precisa trabalhar pra viver, o negócio é consciência do povo, não o prefeito fechar nada.

Capitão do exército
9 dias atrás

Falei e repito, nosso prefeito não tem saco para aplicar lockdown e nem proibir a venda de bebidas alcoólicas, borra de medo dos comerciantes, comerciantes estes que vão para seus sítios e fazendas enquanto os pobres funcionários trabalham sem condição alguma. Lamentável!

Mary
9 dias atrás

Gente é um absurdo, restringe os comércios mas o toque de recolher nada, cerveja compra coloca na caixa de isopor e a galera se reúne mesmo. João Pinheiro é uma piada mesmo.

Silvia
9 dias atrás

Essa lei também vale para as zonas rural também com olaria, parque das Andorinhas, rural minas e etc

Lorena
9 dias atrás

Essas recomendações não são novidades pra ninguém! Desde o início é isso, é quem segue ? Ninguém ! Bares lotados, filas da caixa, LOTADAS. O prefeito não tem pulso firme pra tomar um decisão que todas as cidades próximas estão tomando. Só aqui em JP que continua a bagunça e aglomeração, tanto que vem muita de gente de outras cidades fazer aglomeração aqui porque na cidade deles o prefeito consegue colocar ordem!

Última edição 9 dias atrás by Lorena
mirian
8 dias atrás

já que podem haver casamentos, esse poderia ser realizado em um ambiente qualquer e respeitando as normas de saúde, a recepção também poderá ser no mesmo local

Indignado
9 dias atrás

Balela vai dá em nada isso as pessoas das cidades vizinhas vão vir pra cá pois aqui pode tudo !!!!!!

Joaquina
9 dias atrás

Ah, mas isso vai funcionar, só que nunca!

Contra todos tipo de drogas
7 dias atrás

Minha opinião é o seguinte. Si nem droga licidas como crack cocaina maconha .nao dao conta de proibir vai arrumar mas treta pra pm por causa de álcool. Claro que não dão conta de segura .

Última edição 7 dias atrás by Contra todos tipo de drogas

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias