31.8 C
João Pinheiro
terça-feira, setembro 21, 2021

Atlético Mineiro ajuda torcedor que comia ração de cachorro para não passar fome em Igarapé

O vídeo de Jorge Gomes Nonato, 51 anos, viralizou nas redes sociais; clube o ajudou através do Instituto Galo

A história de vida do atleticano Jorge Gomes Nonato, 51 anos, morador de Igarapé, região metropolitana de Belo Horizonte, ganhou as redes sociais no início desta semana por um triste motivo. Sem o que comer, o homem contou no vídeo que comia ração de cachorro misturada com feijão para não passar forme. Para a sua alegria, o seu clube do coração resolveu ajudá-lo.

Antes da história chegar aos dirigentes do Clube Atlético Mineiro, Jorge ganhou alimentos de diversos moradores da região que se comoveram com a história. Emocionado, o atleticano disse à reportagem do Portal O Tempo que comia ração de cachorro por não ter outra opção. “Aqui estava faltando tudo: alimento, uma vida melhor, emprego. Muitas vezes não tinha nada aqui e, por isso, comi a ração. Ficar com fome não pode. A ração tem nutrientes, carne, osso. Misturei a ração no feijão para ter o que comer”, desabafou.

Jorge mora com cinco cachorros em uma casa de três cômodos, sem banheiro. A fiação elétrica está exposta e com risco de curto-circuito. As necessidades fisiológicas são feitas do lado de fora do imóvel. O atleticano, sem entrar em detalhes, disse à reportagem que tem duas filhas que moram em Belo Horizonte. A renda dele se resume a R$ 150 que ganha de auxílio. No imóvel é possível visualizar uma um acúmulo de objetos sem utilidade. Jorge diz que tem problemas na clavícula e sofre de depressão.

“A depressão é o que mais me machuca. A depressão vem e a gente fica muito derrotado, sem reação. Agora estão aparecendo anjos e estou começando a ficar feliz”, afirmou enquanto chorava aos repórteres do O Tempo, portal de notícias de Belo Horizonte.

Após o vídeo de Jorge Gomes Nonato, de 51 anos, viralizar nas redes sociais, o Clube Atlético Mineiro, através do Instituto Galo, resolveu ajudar o torcedor. Em conversa com a reportagem do O TEMPO na tarde desta quinta-feira (29), um dos conselheiros da fundação, Bruno Rodrigo, contou quais ações serão realizadas.

“Nós recebemos esse vídeo, ontem, através de um atleticano que me enviou pelo WhatsApp. Eu encaminhei imediatamente esse vídeo ao grupo do conselho do Instituto Galo. O instituto é uma fundação do Atlético para ação social. A primeira pessoa que respondeu no grupo foi o presidente do Atlético, que me incumbiu da missão de localizar o senhor Jorge e entender a melhor maneira que poderíamos ajudar. A primeira ação foi atendê-lo na necessidade emergencial. O conselheiro Henrique Rocha foi para Igarapé e mandamos cestas básicas, carne, leite, sacolão, produtos de limpeza e higiene pessoal”, detalhou Rodrigo.

Segundo ele, o segundo passo é promover uma “vaquinha” para ajudar na reforma na estrutura da casa e também na compra de móveis novos. Jorge está desempregado há cerca de seis anos. O instituto também vai tentar conseguir um emprego para o torcedor, além de disponibilizar um médico para atendê-lo. O homem afirma ter problemas na clavícula e sofre de depressão.

Encontro com Hulk

Assim como todo atleticano, Jorge se tornou um grande fã do jogador Hulk. O clube também soube deste detalhe e pretende promover um encontro entre os dois. De acordo com Bruno Rodrigo, o Hulk já tomou conhecimento da situação do torcedor e quer ajudá-lo de alguma forma.

“O Atlético está seguindo protocolos muito rígidos e muito sérios de prevenção ao Coronavírus. Nós precisamos nos organizar para promover esse encontro com muita segurança. Já pensamos nessa possibilidade da visita dele na Cidade do Galo e o encontro dele com o Hulk, mas ainda não temos uma data”, destacou.

Como ajudar na vaquinha

Quem puder e quiser ajudar na vaquinha pode procurar o Instituto Galo. “Pode nos procurar pelo Instagram ou Twitter. Estamos à disposição dessas pessoas solidárias, atleticanos e não atleticanos, que querem nos ajudar. Só nos procurar que nós vamos enviar o link, a conta , o PIX para fazer essa arrecadação. É muito importante que nesse momento a gente tenha essa responsabilidade social, esse espírito solidário para ajudá-lo”, finalizou .

3 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


3 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Galo Doído
1 mês atrás

Muito legal, não só o clube Atlético Mineiro ajudou mas todos os clubes e jogadores deveriam ajudar as pessoas que se encontram nessas situações de pobreza, parabéns ao clube Atlético Mineiro pela atenção a esse senhor 🙌🙌👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏

Mix
1 mês atrás

Muito bonita a atitude,se todos procurassem fazer a diferença talvez o mundo seria melhor

Maycon Porto
1 mês atrás

qual é o pix para ajudar

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias