31.8 C
João Pinheiro
terça-feira, setembro 21, 2021

Advogado critica almoço de policiais penais que transportavam preso e cria polêmica em João Pinheiro

Postagem realizada ontem (28) foi apagada do perfil do advogado Dr. Weryd Simões; suposta violação aos direitos humanos do preso que estava na viatura era o objeto da crítica

O advogado criminalista Dr. Weryd Simões protagonizou uma polêmica em seu Instagram na noite da última quarta-feira (28) ao publicar imagens de policiais penais almoçando em um restaurante de João Pinheiro enquanto o preso que estava sendo transportado aguardava dentro do cofre da viatura. No título do texto publicado, a crítica se estendeu para além do trabalho dos agentes.

“A cidade de João Pinheiro e suas atrocidades, com violações de direitos humanos” foi a primeira frase escrita pelo advogado na sua postagem, que estampava a imagem dos policiais penais almoçando e vigiando o cofre da viatura. Adiante, Weryd afirmou que o detento se tratava de um jovem negro e que ele estava com fome e sede, dando a entender que os policiais, verdadeiramente, estavam patrocinando uma tortura à luz do dia.

O JP Agora se deparou com o post ainda na noite de ontem e resolveu que iria levantar mais informações sobre o ocorrido, já que o assunto movimentou as redes sociais do município e se mostrou de grande relevância social, uma vez que, procedendo as denúncias do advogado, a equipe de reportagem do site cobraria uma resposta das autoridades. Confira, a seguir, a íntegra do texto publicado ontem e que foi excluído do Instagram do advogado na manhã de hoje.

“A cidade de João Pinheiro/MG e suas atrocidades, com violações de direitos humanos. Na última segunda-feira dia 19 de Julho de 2021, por volta das 13:00 horas fui ao requintado Caçapa Restaurante e Pizzaria localizado na Av. José Rabelo de Souza, com o intuito de saborear a culinária típica da região e para minha infelicidade presenciei um cidadão, jovem, negro, preso dentro do chamado “camburão”, “gaiola” ou “xadrez” da viatura da polícia penal de Minas Gerais em João Pinheiro, com fome e sede, algemado com grilhões nas mãos e nos pés, enquanto os servidores públicos usufruíam das delícias regionais. João Pinheiro é conhecida como uma cidade fácil de ser amada, por suas inúmeras virtudes, pelo seu povo hospitaleiro que repudia com veemência e indignação as condutas perpetradas. “Nunca, nunca, nunca mais deixaremos esta bela terra voltar a experimentar a opressão de uns e outros”. Nelson Mandela”

Weryd Simões é de Pernambuco e participou do julgamento dos cinco acusados de matar o pinheirense Adílio dos Santos Pereira. Compondo a defesa de Wander, o advogado conseguiu, juntamente com os demais advogados e advogadas da banca, a absolvição do réu por ausência de provas, conforme noticiado pelo JP Agora à época. Em seu perfil do Instagram, Weryd compartilha diversos conteúdos sobre sua rotina como criminalista.

O post sobre o almoço dos policiais penais, no entanto, foi excluído. Hoje pela manhã, quando a redação do JP Agora deu início aos trabalhos para a confecção da reportagem, a postagem, que ficou no ar pelo menos 16 horas e já contava com 234 curtidas quando o site a visualizou, já não estava mais no ar.

Quando das diligências para a produção da reportagem, o JP Agora entrou em contato com Weryd para saber mais detalhes das acusações dirigidas aos policiais penais, a possível violação aos direitos humanos e, principalmente, para levantar mais informações sobre as sobreditas “atrocidades” da cidade de João Pinheiro, mas, de forma bastante suscinta, ele respondeu que a postagem já havia sido excluída e não deu mais assunto.

O JP Agora entrou em contato com o presidente da subseção da OAB de João Pinheiro. Questionado sobre o assunto, o Dr. Josué Spada nos disse que, como o Dr. Weryd excluiu a publicação, a instituição a considera como opinião pessoal e que, por isso, não iria se manifestar oficialmente sobre o caso.

Tentamos descobrir, ainda, mais informações sobre o transporte do preso registrado pelo Dr. Weryd junto a direção do Presídio de João Pinheiro, mas fomos informados que a assessoria também interpretou a exclusão da postagem como uma retratação do advogado e, por isso, nenhuma informação oficial foi repassada até o fechamento da reportagem.

Extraoficialmente, o JP Agora apurou que é comum que os policiais penais parem para almoçar, quando necessário, durante transportes mais longos. Os presos, inclusive, muitas das vezes ganham comidas nos restaurantes, mas, por questões óbvias de segurança, eles não podem sair do cofre para fazerem a refeição.

No caso retratado pelo advogado Weryd, é possível notar que os policiais abriram a porta do cofre para facilitar a ventilação na viatura, que não estava estacionada completamente no sol, de modo a proporcionar um mínimo conforto ao preso durante o tempo necessário para a finalização do almoço. No entanto, o site não conseguiu maiores detalhes sobre o transporte, conforme já dito.

47 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


47 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Cavera
1 mês atrás

Meu ponto de vista se quer almoço em lugar público sentadinho em mesas com amigo e família só não fazer cagada, os policiais ainda abriu o Camburão pra ele para ventila melho colocou na sombra , e não tiro ele dela pq tem prosseguimento a a ser seguido e isso é pela integridade da vida do preso e do policias..
Procedimentos tem q ser seguido

joáo pinueiro
1 mês atrás

aqui é a cidade fácil de ser amada mesmo, mas tem que ser respeitada doutor. ora bolas, joão pinheiro e suas atrocidades? quais atrocidades dr?

garimpeiro
1 mês atrás
Resposta para  joáo pinueiro

Justamente. E ainda sai sem falar nada… muito esquisito

agora eu vi mesmo
1 mês atrás

pelo que eu entendi, o advogado veio em joão pinheiro para trabalhar e ainda criticou a nossa cidade? é pra cabar mesmo viu….

poisé
1 mês atrás
Resposta para  agora eu vi mesmo

Então menina eu vi isso, ta ganhando dinheiro dele e falando mal uai dá não assim

A voz da verdade
1 mês atrás
Resposta para  agora eu vi mesmo

Ele ta certinho a população carceraria não é respeitada, tem que ter mais dignidade e respeito com eles. Isso é tortura ficar no sol quente, e ainda tem que comer aquela comida nojenta no presídio! Parabéns ao DR por expor a verdade

Sincero
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

Na hora de assaltar matar o cidadão de bem eles pensam no cidadao?

Aracanjo Renegado ☠️
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

No mínimo você deve ser um familiar de algum preso, que quando saiu do presídio foi mentir pra você sobre o ambiente carcerário, pra que o dia que ele voltar, você acreditando que a comida é ruim e ele é tratado mal, compre bolachas, doces, tênis pra ele e até consegue receitas de remédio pra dormir, para ele vender os comprimidos lá dentro em troca de “moral” com os demais. Mal sabe você que a grande maioria deles troca esses itens entre eles e até perdem esses mesmos itens jogando baralho feito artesanalmente dentro das celas. Dê graças a Deus… Leia mais »

Girl
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

Interessante, deve que tava rezando é por isso que está preso né.. é cada coisa, “aquela comida nojenta” de fato queria que fosse um banquete !? Para alguém que pode está preso por estuprar uma criança ou até mesmo ter tirado a vida de alguém.. afff

Abacaxi sem coroa
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

Me desculpe mas eu já estive nas condições de preso e o tratamento não e desumano não pelo contrário é humano até demais pelas atrocidades que os detentos já
cometeram

Belivier
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

E so n matar, n roubar q n vai parar na cadeia.

Capitão do exército
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

Leva pra sua casa, acho que o doutorzinho recebeu um toque sonho e pensou direitinho. É cada adEvogado!

Ops
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

Pois se quer comer bem e ter conforto, não cometa crimes! Simples assim!

Zé da égua
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

Quando for assaltado(a), extrupado(a), violentado (a) fale em dignidade com seu bandido de estimação!

Badia
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

Q respeito ? Os caras mata e rouba as pessoas de bem !!! Aff vc deve ter sido preso no mínimo

RICARDIM
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

Conforto você tem em casa. Cometeu crime tem que pagar. Não falta agua nem comida que é o básico. No mais se quisesse sentar na mesa e se deliciar de uma comida, tomando um delicioso refrigerante, suco ou até uma cervejinha e só andar de acordo com a lei. Não cumpriu a lei sofra as consequências.

Cavera
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

Só não comete crime

Josué
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

É só levar pra sua casa e colocar na sua cama uai

Conciencia
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

Leva pra sua casa e toma conta dos presos para você ver o que é dignidade.

Tico meu
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

Realmente, tinha que matar tudo, lugar de vagabundo é na vala.

franklin
1 mês atrás
Resposta para  A voz da verdade

come é bem demais e pegou o boi dos agentes abrir o porta mala pra ventilar pra ele.
quer mordomia vai trabalhar se ta la é que fez uma grande cagada.

Geraldo
1 mês atrás

DR ADVOGADO, PORQUE O SR NÃO LEVOU O OU OS PRESOS PARA PRA ALMOÇAR NA CASA ENQUANDO A POLÍCIA ALMOÇAVA?

Força tarefa
1 mês atrás

Kkkkkkkkkkk o Brasil precisa mudar as leis urgentemente , preso pra mim tem que quebrar pedra na marreta , fazer a limpeza da cidade , capinar lotes público , tinha que ir era arrastado pra cadeia … Independente de sua cor de pele ” aqui se fez aqui se paga ” !!!

João Acácio de Souza
1 mês atrás

Ao nobre Doutor Bacharel Weryd Simões, 1º – Homem que não mantém a palavra, é frouxo (se fez o comentário, porquê apagou?); 2º – Se saiu de Pernambuco e veio em João Pinheiro defender líder de facção em acusação de homicídio, não levou menos de R$ 50.000,00 para casa; 3º – Se o Doutor ficou tão triste com a cena do jovem negro, torturado dentro do camburão, porquê não comprou um marmitex com churrasco e uma coca-cola geladinha, ou suco de laranja e ofereceu para ele? Pelo menos um sorvete, ou água mineral…; 4º – Em todo procedimento de Escolta… Leia mais »

Zé da égua
1 mês atrás

Ao meu ver o JP Agora nem deveria dar audiência à um advogado de porta de cadeia, suas falas afrontam os cidadãos de bem de João Pinheiro, e mais, sempre vejo matérias aqui nesse site com muito pouco conteúdo, histórias contadas pela metade, já para o Dr bandigem aí oferecen um amplo espaço para expor sua “indignação”, horas, indignados ficamos nós Pinheirenses!

LEITOR FIEL
1 mês atrás
Resposta para  Zé da égua

Pelo contrário, vejo matérias pela metade em outros sites, e essa matéria por exemplo ficou bem completa acredito que vc tá equivocado

Justiça seja feita
1 mês atrás

PRESÍDIO DE BURITIS I (Pres-BII-I)
Endereço: Av. Nossa Senhora da Pena, N° 765 – Bairro Israel Pinheiro, Buritis
Telefone: (38) 3662-1742
E-mail: [email protected]

PRESÍDIO DE JOÃO PINHEIRO I (Pres-JOP-I)
Endereço: Rodovia MG 181, Km 214 – Bairro Fazenda Alegre, João Pinheiro
Telefone: (38) 3561-6055 / (31) 2129-9401
Fax: (38) 3561-4272
E-mail: [email protected]

Esse cidadao que levantou falso testemunho contra servidor publico que estava fazendo o seu trabalho.
No desejo de lacrar, esqueceu de observar que a viatura nao é de João Pinheiro, mas sim de Buritis.
Covarde.
Agora ele vai pedir desculpa aos servidores.

De olho nisso aí
1 mês atrás

Veja só, ao que parece esse adv não tem qualquer relação com essa cidade, em nada contribui e aparece só para criticar o trabalho dos gloriosos Policiais Penais.

Alisson Carlos
1 mês atrás

Quer ser bem tratado?
Ande correto

Tor
1 mês atrás

Levar os presos pra almoçar na casa dele ele não quer né,é cada uma que aparece.

Eduardo facção central
1 mês atrás

Força ao detento, o sistema te obrigou a está aí, muitos cometem crimes a todo momento mas não são descobertos ou vcs acham que criminoso são apenas traficante, assaltante e homicida? O governo não pode ser a favor da ressocialização pq não é benéfico a ele . A população paga por isso. A corrupção prevalece . Os verdadeiros criminosos estao lá no planalto gastando o que é seu. Visão…..não comento pra ter curtidas .mas pra ficar na mente

Tico meu
1 mês atrás

Acho que a droga ja corroeu seu cerebro. Força dentento? Tem mais é que ce fuder.

Cleiton Rasta
1 mês atrás

Defender vagabundo é fácil

Revoltado
1 mês atrás

Se fosse cidadão de bem não estaria preso

Tico meu
1 mês atrás

Ta com pena leva o vagabundo pra casa.

Irônico
1 mês atrás

Advogado precisa se informar melhor antes de sair criticando ou julgando os comportamentos dos policiais penais! Quer aparecer publica sobre seu trabalho e não sobre o q pressupõe sem saber veemente! 🤦🏻‍♂️

Na seca..??
1 mês atrás

Eu não falo nada so deus podi julgar..si e detento ou não vocêis estao blefando advogado claro qui vai defender preso e trabalho deles galera do mal

Na seca..??
1 mês atrás

Então ..

Fabio
1 mês atrás

Não vi nada de anormal os agentes tem que almoçar ou quer que os mesmo faça sua refeição dentro do carro?
além de ser caro para o estado querem dar muita mordomia para o cidadão infrator, fácil demais querer ganhar visibilidade com uma noticia tão mesquinha.

Sem nome
1 mês atrás

É so andar no caminho certo que nao precisa passar por isso😊

Deus
1 mês atrás

Esses agentes público se acham Deus tá passando de hora de alguns viaja p respeita as pessoas.

Tico meu
1 mês atrás
Resposta para  Deus

É só andar na linha que não vai ter problema com eles.

Chora agora rir depois
1 mês atrás

Isso é a realidade aqui em João Pinheiro abuso de poder gentinha desse nível AE vai chorar no colo do capeta mais tarde Deus não dorme com o olho de ninguém cada um vai pagar sua Cruz .

vixe
1 mês atrás

Queremo saber quans são essas atrocidades da cidade de joao pinheiro. Ele é advogado, certamente não está acusando sem provas!!!! fica atentos pinheirenses

ze povinho
1 mês atrás
Resposta para  vixe

Certeza que é sobre os abusos da polícia. Aqui em Brasilândia fazem o que querem. Absurdooooo

Pro ze povinho
1 mês atrás
Resposta para  ze povinho

Experimenta ficar quietinho , acho que eles nao fazem nada

Belivier
1 mês atrás
Resposta para  vixe

Entao porque apagou o post? Se tinha provas n era necessário mijar na paia

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias