Auxílio emergencial Mineiro: Zema diz que muitos vão usar de forma errada os R$ 600, ‘vão pro bar’

O pagamento do auxílio de R$ 600 será feito entre 14 e 29 de outubro

O governo de Minas anunciou que o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 será feito entre 14 e 29 de outubro. Inicialmente, o governador Romeu Zema (Novo) havia publicado que o pagamento seria feito até novembro, mas não havia divulgado datas.

“Hoje é um dia de celebração devido a estarmos anunciando talvez aquele que seja o maior benefício já pago em toda história do Estado. São mais de R$ 600 milhões”, disse o governador Romeu Zema durante a divulgação do calendário de pagamento do auxílio nesta segunda-feira (4), em coletiva à imprensa na sede do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

Serão beneficiadas com a parcela única de R$ 600 cerca de 1,079 milhão de famílias em situação de extrema pobreza, cuja renda per capita seja de até R$ 89 mensais e que tenham sido incluídas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) até 22 de maio de 2021 . O governo estima gastar aproximadamente R$ 650 milhões com o auxílio.

Publicidade
Colégio Darcília Coímbra João Pinheiro - Matrículas Abertas

Inicialmente, o auxílio seria pago em agosto. No entanto, como o governo federal prorrogou o auxílio emergencial da União por mais dois meses, o governo de Minas também adiou o pagamento do benefício estadual.

Isso porque, como explicou a secretária de Desenvolvimento Social, Elizabeth Jucá, o objetivo era que o benefício mineiro fosse disponibilizado às famílias após o pagamento do auxílio emergencial. “A importância desse auxílio nesse momento é que ele vem assim que está terminando o auxílio emergencial do governo federal. Então, ele vai ser mais um alívio para essas famílias após o término desse auxílio”, explicou.

Terão prioridade para receber o auxílio as famílias que ainda não são beneficiadas com o Bolsa Família, e também aquelas constituídas por mães solo e seus filhos. Para este grupo, o benefício será até o dia 21 de outubro, conforme calendário abaixo. As demais famílias receberão o recurso até 29 deste mês.

Calendário de pagamento

Famílias prioritárias (que não recebem o Bolsa Família ou formadas por mães sozinhas):

Mês de aniversário do responsável familiarData de pagamento
Janeiro e Fevereiro14/10/2021
Março e Abril15/10/2021
Maio e Junho18/10/2021
Julho e Agosto19/10/2021
Setembro e Outubro20/10/2021
Novembro e Dezembro21/10/2021

Demais famílias

Mês de aniversário do responsável familiarData de pagamento
Janeiro e Fevereiro22/10/2021
Março e Abril25/10/2021
Maio e Junho26/10/2021
Julho e Agosto27/10/2021
Setembro e Outubro28/10/2021
Novembro e Dezembro29/10/2021

Pagamento e saque

O auxílio emergencial de Minas Gerais será pago exclusivamente em contas-poupança digitais da Caixa Econômica Federal, a conta Caixa Tem. Segundo o governo, quem já possui a conta receberá automaticamente e aqueles que ainda não têm uma conta será aberta pela instituição a partir dos dados do CadÚnico.

Aqueles que não tiverem acesso ao aplicativo do Caixa Tem via smartphone podem sacar o benefício em agências bancárias da Caixa ou em casas lotéricas, portando um documento com foto.

Se o responsável familiar tiver falecido ou, por algum motivo, estiver impossibilitado de sacar o benefício, um dos dependentes precisará de uma autorização judicial para receber o auxílio emergencial. Nesses casos, o saque só poderá ser feito nas agências da Caixa.

Recomeça Minas

O auxílio emergencial mineiro faz parte do programa Recomeça Minas, de iniciativa da Assembleia Legislativa e aprovado por unanimidade na Casa em abril deste ano, e sancionado no mês seguinte pelo governador. No entanto, nenhum representante do Legislativo compareceu ao anúncio do calendário de pagamento

O Recomeça Minas concede uma série de incentivos fiscais para diversos setores atingidos pela crise econômica causada pela pandemia, como bares, restaurantes e hotéis, empresas de transporte, educação, eventos, indústria de calçados e artigos de couro, entre outros.

FonteO Tempo

3 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


3 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Raquel dos Santos Silva
1 mês atrás

Se as pessoas estão gastando de forma errada como diz Romeu Zema, e só determinar o que ser pago com o dinheiro ,se tiver feito um cartão emergencial e só aceitar pagar talões, supermercado, gás. Com fiscalização de comprovante do que foi compro para receber o próximo mês. Porque no mundo vai ter sempre uns prejudicando os outros.

DE olho
1 mês atrás

Essa é a “visão” de parte dos governantes atuais: eles medem os outros com a própria régua e se não enxergam que milhares de brasileiros passam fome, e que infelizmente, outros roem ossos e pés de frango!
Parabéns a quem elegeu! E aos que defendem os eleitos!

Eu
1 mês atrás

O povo tem q se lascar mesmo, eleger um ampresario do setor privado da nisso,tá fazendo com o povo o mesmo q é feito nas lojas dele…………..o povo tem q se lascar mesmo………….vamo ver se ao menos usam a cabeça ano q vem.

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias