Publicidade
Chegou seu momento - Faculdade Cidade de João Pinheiro
Publicidade
InícioDestaqueBriga de casal termina com mulher morta e homem em estado grave...

Briga de casal termina com mulher morta e homem em estado grave em Lagoa Grande

O homem sofreu perfurações no pulmão causados por faca

Publicado em

Uma mulher de 51 anos morreu e um homem de 55 anos ficou gravemente ferido durante uma briga entre o casal na Fazenda Frio, zona rural de Lagoa Grande, no Noroeste de Minas Gerais. O crime aconteceu no fim da tarde desta terça-feira (2).

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

Segundo informações da Polícia Militar, uma testemunha chegou a cidade de moto e pediu por socorro. Ela contou que estava deitada em um cômodo que fica ao lado da sede da fazenda quando o homem entrou no quarto, alegando ter esfaqueado a companheira, de 51 anos.

A testemunha disse ainda que deslocou a sede da fazenda e encontrou a mulher, Valdemira da Graça Amorim, caída no chão. Após chamá-la por várias vezes, porém sem resposta, ela pegou a moto e correu até a cidade para pedir socorro.

Publicidade
J7 Imobiliária - O sonho da casa está aqui

Uma equipe da Polícia Militar foi imediatamente para o local e encontrou o casal caído no chão. Ambos estavam bastante ensanguentados. Próximo deles, havia uma faca de cozinha, um copo quebrado e um saco de açúcar.

Os policiais chamaram pelos dois, porém somente o homem respondeu. Valdemira da Graça Amorim, de 51 anos, já estava sem vida. Ao ser questionado, o homem se apresentava bastante desnorteado e não sabia falar ao certo o que estava acontecendo, porém soube responder que ambos haviam bebido o dia todo.

Publicidade
Raimundo Contabilidade em João Pinheiro

Ao ser questionado se estava ferido, o homem retirou a camisa e os militares constataram algumas perfurações na altura do peito. Ele não soube responder se a mulher seria a responsável por estas lesões.

A Polícia Militar acionou uma ambulância do Hospital Municipal de Lagoa Grande, que realizou os primeiros socorros ao homem. Após avaliação, ele foi transferido para o Hospital Regional Antônio Dias em estado grave, devido a uma perfuração no pulmão.

Publicidade

A perícia da Polícia Civil foi acionada para colher indícios que possam ajudar na dinâmica do crime. A faca encontrada no chão foi recolhida pelo perito, que constatou que havia indícios de ter ocorrido uma briga no local.

O corpo de Valdemira da Graça Amorim, de 51 anos, foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Patos de Minas. O homem, de 55 anos, ficou internado no Hospital Regional Antônio Dias.

Publicidade

Colaborou: PO Hoje e Patos Notícias

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
4 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Irônico
3 meses atrás

Cachaça provoca o q há de pior nas pessoas! Os impostos de bebidas alcoólicas deveriam ser os mais caros e abaixar os dos alimentos!

DELTON
3 meses atrás

LAGOA E BOMBA KKKKKKK

Publicidade
VALDEMIRA DONA DA "CASA DAS PRIMAS"? AOW BUTECO
3 meses atrás

SÓ PODE SER ELA MESMA. A QUE AMAVA PROSTITUIR MENINAS MENOR DE IDADE.

ESSA AÍ METEU A PEXÊRA NUNS 03 JÁ. E FEZ UM HÔMI DAR PAULADA NA CABEÇA DÔTRO, ATÉ MATAR, COM UM CAIBRO DE MADEIRA.

INTÉ QUE ARRUMOU UM MAIS LIGÊRO QUE ELA NA PEXÊRA…

AVE CREDO, QUE POVO FOFOQUEIRO.

Lagoa minha praia
3 meses atrás

Misericórdia tive uns vizinhos aqui na lagoa que o casal brigava quase que todos os dias a mulher gritava o homem espancava ela ela unhava ele e os dois quebrava o pau dois noiado e ainda tinha duas crianças pequenas pra presenciar essa situação todos os dias
Graças a Deus eles sumiram aqui da lagoa
Porq era cada barraco a mulher ia embora mas sempre voltava e eles morou quase que em todas as ruas da lagoa

Publicidade

mais artigos