Consultor Ambiental faz alerta sobre cheia do Rio Paracatu em Brasilândia de Minas; água pode atingir Bairro Porto

Há o risco que a cheia atinja o Bairro Porto da cidade; alerta também vale para fazendeiros da região

O Consultor Ambiental Afonso Arueira concedeu entrevista ao repórter Welington Ney na última quinta-feira, 06 de janeiro, e alertou para os riscos da cheia do Rio Paracatu em Brasilândia de Minas. Em razão das chuvas, o volume de água apurado no município está muito acima do previsto para a época.

“Temos que avisar que o Rio Paracatu já está muito acima do nível normal das enchentes. Já está saindo da caia principal. Está acima do normal da vazante. É muita água” alertou Afonso Arueira.

A principal preocupação, segundo o Consultor Ambiental, é com o efeito cascata que as chuvas causam no rio. Como não para de chover, a água perde velocidade e começa a represar, o que ocasiona as enchentes. Proprietários rurais que possuem fazendas margeando o Rio Paracatu devem ficar vigilantes, assim como moradores do Bairro Porto.

Publicidade
Dom Churrasco em João Pinheiro - Barca de Churrasco e Jantinha

“Temos que fazer o alerta para o pessoal que tem fazenda na região. A cheia vai ser grande. É muito provável que a água chegue ao Bairro Porto. Isto porque, vamos supor que a velocidade da enchente estaria a 10km/h, com a enchente passa correr só a 5km/h, então a água vai ficando represada” alertou Afonso Arueira.

Por fim, Afonso informou que a vazão do Rio Paracatu está em 1.100m³/s, segundo apurado ontem às 20:00 horas. O JP Agora está em contato direto com o Consultor Ambiental e se compromete a trazer novas informações imediatamente em caso de urgência.


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Artigos relacionados

Últimas Notícias