InícioBrasilCooperativa Alfa apresenta arroz produzido em João Pinheiro e região para Lula...

Cooperativa Alfa apresenta arroz produzido em João Pinheiro e região para Lula e Janja na abertura do Plano Safra

Encontro aconteceu no dia 03 de julho e contou com a participação de agricultores de todo o país

Publicado em

A agricultura familiar de João Pinheiro e região deu um grande passo rumo ao progresso depois que o arroz produzido em solo pinheirense foi apresentado ao Presidente Lula e à primeira-dama Janja. O encontro da Cooperativa Alfa com Lula aconteceu na abertura do Plano Safra, que ocorreu em Brasília na última quarta-feira, 03 de julho.

Durante o evento, o Presidente Lula anunciou o Plano Safra 2024/2025, que contará com um investimento de R$ 400,59 bilhões destinados a médios e grandes produtores rurais. O plano visa fortalecer a produção agrícola no país, apoiando financeiramente diversas iniciativas do setor.

Em entrevista concedida ao JP Agora, Astolfo Moreira destacou que a visita ao presidente Lula faz parte do “Programa de Valorização e Resgate da Cultura do Arroz”, articulado pela Cooperativa Alfa, que na safra anterior apoiou a implantação de várias áreas de cultura em assentamentos da reforma agrária nos municípios de João Pinheiro e Lagoa Grande.

“Fomos convidados para montar um estande na abertura do Plano Safra. Fomos três da cooperativa com o intuito de mostrar nosso trabalho produzindo arroz. No ano passado, conseguimos alcançar um volume muito grande, então a gente vem provocando o governo há dois meses para mostrar nossa produção e convencer o governo a não importar o arroz. Certamente supre a falta de arroz do Rio Grande do Sul. Mostramos para o presidente que a agricultura familiar consegue produzir arroz e ele já vinha com a ideia de não importar mais. Agora, ao invés de importar, vai investir na produção local, principalmente no noroeste”, pontuou Astolfo Moreira.

A verba buscada pela cooperativa visa superar os desafios enfrentados pelos produtores rurais, como a falta de maquinário para colheita de pequeno e grande porte, falta de silos secadores disponíveis, dificuldades e alto custo de processamento do grão e mercado organizado que dê tranquilidade para ampliação da área plantada.

Assinar
Notificar

Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


2 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Filhos da Anarquia
15 dias atrás

Lula ladrão seu lugar é na prisão

Trabalhador JP
15 dias atrás

E o Leilão do Arroz, não vai ter investigação?