InícioCidadeEntenda tudo sobre a invasão de bolsonaristas radicais em Brasília

Entenda tudo sobre a invasão de bolsonaristas radicais em Brasília

Manifestantes invadiram diversos repartimentos públicos na tarde do último domingo (09)

Publicado em

Bolsonaristas radicais marcharam na tarde deste domingo (8) pela Esplanada dos Ministérios, invadiram a sede dos três Poderes da República e deixaram um rastro de destruição pelos principais edifícios de Brasília. Sem atuação ostensiva da Polícia Militar, vândalos pediram intervenção militar e a prisão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, em reação, decretou intervenção federal na segurança pública do Distrito Federal. O texto é do Estadão e retrata bem tudo que aconteceu.

A passeata começou por volta das 14 horas e tinha por objetivo levar o caos para uma tomada de poder. Perto das 15 horas, o grupo desceu pelo Eixo Monumental, furou, sem resistência, o bloqueio da PM e ocupou gramado, rampas, acessos e teto do Congresso. Houve a primeira invasão, com cenas de vandalismo no Senado e na Câmara.

Em seguida, pela Praça dos Três Poderes, transformada em campo de batalha, os radicais tomaram o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal (STF). Quebraram vidraças, entraram em gabinetes e depredaram obras de arte. Houve focos de incêndio. Os plenários de Câmara, Senado e STF foram ocupados. Exibiram como troféu a porta do armário onde fica a toga do ministro Alexandre de Moraes – visto como algoz por bolsonaristas. Tudo foi transmitido em redes sociais, ao vivo, pelos invasores.

Do lado de fora do Congresso, os apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro aplaudiram PM. Transmissões ao vivo, em redes sociais, mostraram os manifestantes chamando policiais de patriotas. Nas lives, os extremistas divulgavam os atos de vandalismo. Houve cenas de leniência de PMs, que tiraram fotos com manifestantes e compraram água de coco, enquanto o tumulto se formava.

Os atos de cunho golpista foram controlados pelas forças de segurança – PM, Polícia Civil, Força Nacional de Segurança, Polícia Federal e Polícia do Exército – cerca de três horas e meia depois. Os bolsonaristas agrediram, ainda, policiais, que reagiram com bombas de gás, spray pimenta e cavalaria. O primeiro prédio liberado foi o do STF, depois Planalto e Congresso. Do alto, um helicóptero da PF também fazia disparos e foi usado jato d’água.

Sinais

Ao menos, 400 vândalos foram presos em flagrantes, e a Advocacia-Geral da União (AGU) pediu a prisão de Anderson Torres, secretário da Segurança Pública do DF e ex-ministro da Justiça de Bolsonaro. Ambos estão nos EUA, e o ex-presidente, em rede social, afirmou que depredações “fogem à regra”.

Os sinais de que os atos seriam violentos já haviam sido dados desde sábado. Caravanas com cem ônibus chegaram à capital federal de vários pontos do País. Ao menos, 4.000 pessoas estavam prontas para atacar as instituições. Desde a derrota de Bolsonaro na eleição, radicais mantém acampamento na frente do Quartel-General do Exército, em Brasília.

Lula estava em Araraquara (SP), para onde viajou para levar ajuda federal após fortes chuvas. De lá, onde acompanhou a crise Como interventor foi nomeado o atual secretário executivo do Ministério da Justiça, Ricardo Capelli – braço direito do ministro Flávio Dino. O governo federal vai agir até o dia 31 de janeiro, e a intervenção passará pelo aval do Congresso.

“É preciso que essa gente seja punida de forma exemplar, de forma que ninguém nunca mais ouse, com a Bandeira Nacional nas costas, ou com a camiseta da seleção brasileira, para se fingirem de nacionalistas, de brasileiros, façam o que eles fizeram hoje”, afirmou Lula. O petista comparou os invasores a nazistas e fascistas. “Vamos descobrir quem foram os financiadores desses vândalos que foram a Brasília e pagarão com a força da lei por esse gesto antidemocrático”, afirmou.

Financiamento

Lula está convencido de que o atos foram financiados por empresários defensores de um golpe do Estado. Lula recebeu informações de que na lista dos financiadores há empresários do agronegócio e outros com ligações no exterior, que já bancaram vários atos antidemocráticos. No pronunciamento em Araraquara, Lula disse que possivelmente o “agronegócio maldoso” estava por trás das cenas de vandalismo. Lula também está convencido de que Bolsonaro vem estimulando um ataque “a la Capitólio” desde a derrota nas urnas. O presidente voltou ontem mesmo para Brasília

Acuado, o governador Ibaneis Rocha (MDB) exonerou Torres e pediu desculpas a Lula. Em vídeo, ele disse que a ação era “inaceitável”. “Quero me dirigir aqui, primeiramente, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva para pedir desculpas pelo que aconteceu na nossa cidade, à presidente do Supremo Tribunal Federal (Rosa Weber), ao meu querido amigo Arthur Lira, ao meu amigo Rodrigo Pacheco”, disse.

Absurdo

Dino classificou como “absurda” os episódios. “Essa absurda tentativa de impor a vontade pela força não vai prevalecer”, disse. “Enxergamos omissão do aparato de segurança pública do DF”, afirmou Dino, em entrevista coletiva, após os atos de vandalismo. “Abrir a Esplanada se revelou decisão desastrosa.”

Segundo especialistas em direito, os envolvidos podem responder por crimes como dano qualificado, atentado contra o estado democrático de direito e terrorismo. A pena chega a 30 anos de prisão. “Houve uma violência imediata, que foram as invasões e depredações, mas com um objetivo maior, que era derrubar a democracia”, disse o jurista Walter Fanganiello Maierovitch, que vê terrorismo.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


3 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Paulo Vilaça
22 dias atrás

Cadê os videos da “blogueira de JP” que se diz artista e vive falando merda para defender o ex-presidente????? Ela apagou tudo da sua conta, será que ela ta bem?????

Julieta
22 dias atrás

Terroristas

Irônico
22 dias atrás

Deveriam prender todos os envolvidos e exonerar os PMs q foram negligentes na ação assim como suspender o governo do Ibaneis q ND fez p impedir tal caos! Uma vergonha esses vândalos p a Nação brasileira!

mais artigos