Chuvas castigam rua do Bairro Bouganville em João Pinheiro há anos e moradores cobram por providências

A Rua Pastor José Antônio Dias é a última do loteamento Bouganville 2 e fica localizada abaixo do nível do início do bairro

Ano após ano, os moradores da Rua José Antônio Dias sofrem com as chuvas. É que o local recebe toda a água que corre nas ruas dos bairros Bouganville 1 e 2 por estar localizada em uma localidade abaixo do nível das demais. Prejuízos se somam ao descaso da construtora e administração municipal desde as primeiras construções.

De muito longe, o que se vê sequer pode ser chamado de rua, já que os buracos deram lugar a valas enormes que aumentam gradativamente com a força da enxurrada. O JP Agora foi contatado por um dos moradores da Pastor José Antônio Dias, que não quis se identificar. O rapaz nos contou que sofre com a rua desde 2015, quando se mudou para a tão sonhada casa própria.

“Me mudei em 2015 e sempre sofri com o problema, assim como todos os meus vizinhos. O bairro não tem rede pluvial e, tanto o Bouganville 1 quanto o 2, é localizado em uma área com bastante desnível. Então, quando chove, toda a água de ambos os bairros desagua aqui na minha rua. O volume de água que chega aqui é impressionante, mesmo com chuvas fracas” ressaltou o morador, que terá sua identidade preservada.

Ainda de acordo com o testemunho do morador, o problema é tão grande que nem mesmo na seca não é resolvido completamente. O velho jogo de “empurra empurra” entre construtora e administração municipal faz com que a situação permaneça sem resolução definitiva, sendo executados trabalhos paliativos de tapa buracos ano após ano, os quais são levados embora na primeira chuva.

“Chega no nível que não conseguimos entrar com o carro na garagem, os carros tem que ficar na rua. Em 2020 mesmo, meu carro ficou quase 3 meses sem eu conseguir guardá-lo na garagem, veio alguém e bateu nele. Não sei quem foi e está estragado até hoje. A construtora não se responsabiliza, a prefeitura não se responsabiliza” pontuou o morador.

A conclusão do morador é de que o bairro não foi bem planejado, uma vez que não há meios para escoamento das águas das chuvas.

Situação semelhante foi registrada no Estrela Dalva, mais precisamente na Rua Eva Moreira. O bairro, anos mais novo que os bairros Boungaville 1 e 2, foi castigado pela chuva do dia 10 de janeiro. Na ocasião, várias casas foram invadidas pela enxurrada, causando diversos prejuízos para os moradores.

Atento para o acontecido, o Prefeito Edmar Xavier se comprometeu publicamente a encontrar uma solução para o problema. O JP Agora levará o caso da Rua Pastor José Antônio Dias ao conhecimento do executivo pinheirense e tentará desempenhar sua função social em busca dos interesses dos moradores.

3 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


3 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Zezinho
4 meses atrás

Parabéns a prefeitura e a construtora(ironia). Olhem a grossura do asfalto, bando de safados

Geralda Rosevelt Porto
4 meses atrás

pra mim não é prefeitura sim as construtoras que do quer ganhar dinheiro, eles tem engenheiro aí eles esperam cinco anos e jogar a culpa na prefeitura pra mim tem que ter intervenção do ministério público urgente, acho que novos loteamentos devem passar pela ministério público olha meu bairro rosevelte porto uma vergonha

Rhazemberg
4 meses atrás

Vcs tem q dar uma volta é aqui no bairro por do sol pra verem a situação das ruas

Artigos relacionados

Últimas Notícias