Família de Brasilândia pede ajuda para conseguir transferência de mulher que sofreu aneurisma cerebral

Lourdes Gonçalves de Oliveira, 45 anos, sofreu um aneurisma no dia 01 de março e aguarda por cirurgia de clipagem

A família de Lourdes Gonçalves de Oliveira, 45 anos, está desesperada à procura de uma vaga em um hospital público para que ela possa fazer uma cirurgia de alto risco. Lourdes sofreu um aneurisma no dia 01 de março e precisa passar pelo procedimento chamado clipagem, mas, para isso, precisa de um leito de UTI tipo 2.

O JP Agora entrou em contato com a família. Eder, sobrinho de Lourdes, contou que a tia está internada no Hospital Regional de Patos de Minas, intubada e com um dreno na cabeça, que impede o acúmulo de sangue.

“Estamos no Hospital Regional de Patos de Minas na CTI intubada aguardando uma vaga de leito tipo 2 para cirurgia de clipagem do aneurisma. Isso porque não tem neuro no Hospital Regional. A macro de Uberlândia negou, Paracatu também. Estamos tentando agora em Belo Horizonte” disse Eder.

Eder contou, ainda, que a família procurou a Defensoria Pública de Patos de Minas e os advogados prometeram ajuizar uma ação judicial ainda hoje para obrigar o estado e o município a providenciarem, imediatamente, o leito e o procedimento cirúrgico para Lourdes. No entanto, existe o risco do juiz negar pelo fato de Lourdes residir em Brasilândia de Minas.

Por fim, a família disse que os médicos disseram que o quadro de Lourdes não se enquadra no vaga zero e que eles deve esperar, apesar dela estar correndo risco iminente de morte cerebral. Quem puder ajudar a família de alguma forma, o telefone para contato é o (38) 99881-0148.

2 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


2 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Cidadão
2 meses atrás

O fato de Lourdes residir em Brasilândia de Minas não pode impedir a ação, o sistema público de saúde tem que atender qualquer um, pois recebe impostos de todos com domicílio no Brasil, impostos esses que são distribuídos por todo o país.

Wesley Alves de Oliveira
2 meses atrás

Sus é Sus, tem que atender socorrer independentemente do município ou estado.
Estamos falando de um vida, quanto mas o tempo passa mais agoniante é pro paciente, amigos e familiares.SUS É BRASIL E É PARA TODOS OS BRASILEIROS.
Uma pergunta que deixo aqui.
Kd as autoridades de Brasilândia,o poder legislativo e executivo pra ajudar de uma forma ou de outra a Lurdes que se encontra entubada correndo risco eminente de vida kd?

Artigos relacionados

Últimas Notícias