Publicidade
Anúncio: J3 Ar Condicionado em João Pinheiro - Manutenção, Higienização e Instalação de Ar de todas as marcas
Publicidade
InícioCidadeFrente Favela Brasil promove dia de conscientização negra no quilombo Santana do...

Frente Favela Brasil promove dia de conscientização negra no quilombo Santana do Caatinga, em João Pinheiro

Ação aconteceu no dia 20 de novembro, dia da consciência negra

Publicado em

A entidade política Frente Favela Brasil promoveu, no último dia 20 de novembro, uma ação no quilombo Santana do Caatinga, localizado na zona rural de João Pinheiro, com várias atividades e discursos acerca do racismo estrutural. Tickets de alimentação foram distribuídos aos mais necessitados.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

A coordenadora do Frente Favela Brasil no estado de Minas Gerais, Marta Santana, destaca sua emoção em poder retornar ao quilombo com ativos que poderão contribuir com a garantia de direitos básicos ao povo quilombola, considerando ainda o cenário pandêmico da Covid-19, que agravou o empobrecimento da população negra que historicamente é a mais afetada pela ausência de políticas públicas.

Na construção política com a Frente Favela Brasil, Marta realizou uma importante ação de entrega de cartões alimentação no quilombo e também na cidade de Brasilândia de Minas.

Publicidade
Pop Pet Center em João Pinheiro

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
2 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Maria Paula
10 meses atrás

Parabéns para, o Joel Reis e adjunto Gilberto amigo dedé por fazer nessa Cultura melhor

Justiça!
10 meses atrás

O preconceito começa quando se taxa algo pela raça , dão cotas disso ou aquilo pela raça. Cotas devem ser pra humanos de baixa renda e pessoas com necessidades especiais. Humanos são todos iguais, com capacidades iguais, porém com oportunidades limitadas que não tem nada a ver com a cor da pele.

Publicidade

mais artigos