Publicidade
Tratamento com as melhores condições - OdontoCompany João Pinheiro
Publicidade
InícioPoliciaisHomem apontado como suposto mandante da morte de Galego é inocentado pela...

Homem apontado como suposto mandante da morte de Galego é inocentado pela justiça em João Pinheiro

Informação foi confirmada pela redação do JP Agora

Publicado em

Um dos homens apontados como possíveis suspeitos de serem mandantes das mortes de Jéferson de Lima Furtado “Galego” e Pedro César de Almeida Moreira “Pedrinho” foi inocentado pela justiça pinheirense. Flávio Soares Azevedo estava preso temporariamente para assegurar as investigações, mas não foi sequer denunciado pelo Ministério Público.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

“Flavim”, como é conhecido, foi preso no dia 28 de junho no estado do Mato Grosso do Sul. Na ocasião, a Polícia Civil cumpriu diversos outros mandados de prisão de possíveis suspeitos de serem mandantes das mortes de Galego e Pedrinho, as quais tem ligação com a guerra do tráfico da cidade de João Pinheiro.

Depois de 30 dias preso, a justiça determinou a soltura de Flávio após o pedido de sua defesa. Na ocasião, o Ministério Público manifestou-se favoravelmente à soltura. Depois, finalizadas as investigações, Flavim não chegou a ser denunciado em nenhum dos dois processos por ausência de indícios suficientes para o ato.

Publicidade
Pop Pet Center em João Pinheiro

Assim, o Ministério Público manifestou à justiça pelo arquivamento do processo com relação a Flávio, o que foi acolhido mais tarde pela justiça. A defesa do homem manifestou, em entrevista ao Sputnik Voz do Povo, que ingressará com uma ação indenizatória por tudo que foi submetido.

“Não tinha nenhum testemunho, nada. Foi uma perseguição. Tanto que quem pediu a absolvição foi a promotoria por constatar que não havia nenhum indício de prova. Eu me senti extremamente angustiado, frustrado. Cometi um erro e paguei pelo meu erro, mas após pagar pelo meu erro, eu levantei a cabeça, comecei a trabalhar, lutar pelos meus sonhos, fui para a igreja e isso me trouxe uma frustração. Me senti subjugado pelo meu passado, pelos meus erros do passado. Sou pai, esposo, presbítero, empresário, tenho meus negócios. Isso trouxe prejuízos emocionais, financeiros. Foi muito constrangedor. Sofrimento de revolta, de contrariedade. Não imaginava que ia passar por isso novamente. Já tem seis anos que estou com a vida nova” salientou Flávio ao repórter do JP Agora.

Ademais a defesa e o próprio Flávio repudiam veementemente as acusações que foram desferidas em desfavor do mesmo quando da reportagem acerca de sua prisão, dentre as quais, acusação de ser líder de organização criminosa, mandante de homicídios, autor de roubo no município de Bonfinópolis de Minas e desacato em João Pinheiro.

Publicidade

Destacando ainda a defesa que não existe nenhum processo em andamento a respeito das referidas acusações, não sabendo de onde as mesmas provem ou em que supostos fatos, ou fundamentos foram baseadas.

Por fim, a defesa frisou que Flávio Soares Azevedo é homem digno “SERVO DO SENHOR”, tendo sido inocentado ainda em fase de investigação dos delitos pelos quais fora preso temporariamente, sendo nesse caso sido feita tanto a JUSTIÇA DO HOMEM QUANTO A DE DEUS.

Publicidade

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
11 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Laiane soares
1 ano atrás

A Vitória tem sabor de mel felicidade aqui e Mato

Chico
1 ano atrás

Uai preocupados com isso cadê os policiais q não apreenderam o Natanael é o diulio tá tds de Boa ai é vai fica né É eles só ostentando é ainda fala q polícia não pega eles nem o juízo prende eles

Publicidade
Chico Barrigada
1 ano atrás

Qualquer Zé ruela na rua sabe que quem matou o galego foi o Mikael balaclava e a justiça não sabe kkkkk, vão ser fracos lá longe.

Admiração
1 ano atrás

Parabéns por refazer sua vida, passado ficou para traz hoje quem não teve a sua coragem e a dignidade chora de inveja ! Meus parabéns

Publicidade
Euzinha
1 ano atrás

Então tá

Mistereme
1 ano atrás

Tá bão

Publicidade
Tsiu
1 ano atrás

Esse flavin é um comédia entrou na cabeça do Marretinha e do badalo e colocou os moleque para cobrar as conta dele no crime. Depois que os moleque foram assassinados ele vazou fora. Esse é um peidado nunca teve coragem de nada

JOAO PAULO
1 ano atrás
Resposta para  Tsiu

verdade mijou pra traz kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Eduardo facção central
1 ano atrás

Se ele regenerou que bom , mais que ele mandou matar o Maicon oro filho do Dė ele mandou , nesse caso o Dė vai fazer a justiça com as próprias mãos isso é certeza

Wanderson
1 ano atrás

Aguentando De Tabela Em Pilantra

Eduardo
1 ano atrás
Resposta para  Wanderson

Fala de qual quebrada é vc aí , que eu vou te mostrar arrombado ,beidado, fraudinha

Publicidade

mais artigos