Homem é deixado amarrado na porta do quartel após tentar invadir casa em Brasilândia de Minas

O indivíduo foi liberado após o registro da ocorrência

Um homem ainda não identificado resolveu invadir uma residência na noite de ontem e acabou se envolvendo em uma enroscada em Brasilândia de Minas – MG. O morador da casa, ao perceber a presença do indivíduo, reagiu, bateu no invasor e, após tentar contato com a polícia, o amarrou e o deixou na porta do Quartel da PM do município.

Segundo informações extraoficiais, a Polícia Militar recusou ir até o local dos fatos e, depois, recusou atender o morador no quartel, motivo pelo qual Rone Pereira foi deixado amarrado na calçada.

O que disse a Polícia Militar

Publicidade
Dom Churrasco em João Pinheiro - Barca de Churrasco e Jantinha

Em nota, a Polícia Militar esclareceu que o indivíduo em questão foi visto andando em cima de telhados na Rua Francisco Lopes da Mota por volta das 00:30 horas.

Imediatamente a guarnição policial compareceu ao local e obteve êxito em deter um infrator. O autor apresentava visivelmente estar sob efeito de substância entorpecente, tendo alucinações e alegando “estar sendo perseguido por homens em cavalos, os quais queriam mata-lo”.

Após o atendimento, o proprietário da residência invadida informou aos militares que conhecia o autor e que dispensava as providencias referentes à Violação de domicilio. (A própria vítima não quis prosseguir com os trâmites legais).

Diante disso, a guarnição conduziu o autor até o Pronto Socorro e registrou o devido fato conforme REDS nº 2020-062726940-001.

Por volta das 03h50min, a Polícia Militar recebeu novamente chamada informando que um homem estaria sobre o telhado da residência na rua Canápolis, bairro Porto. Na ocasião o solicitante foi informado que não havia equipe policial disponível para o atendimento imediato, em seguida o solicitante conseguiu realizar a detenção do autor e o conduziu até a sede do quartel da Policia Militar.

Informado sobre o procedimento a ser realizado nos crimes de Dano e Violação de domicílio, a vítima dispensou as providências policiais, (a própria vítima não quis prosseguir com os trâmites legais) sendo o autor liberado no local e feito mais um registro de Ocorrência Policial conforme REDS nº 2020-062736632-001.

Vítima e autor foram atendidas conforme protocolos legais. Autor inclusive encaminhado ao Hospital Municipal. Vítimas ouvidas e atendidas.

A atividade Policial limita-se em questões de ordem legal, há uma norma jurídica a ser  observada em toda atuação. Existem crimes que as ações do Estado se prosseguem apenas se houver manifestação de vontade da vítima. (Caso em tela).

6 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


6 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Figurante
1 ano atrás

Só pra esclarecer Aki ele não é nenhum ladrão pois o mesmo está sofrendo por problemas mental ele simplesmente teve algumas alucinações. E a única coisa que ele precisava naquele momento era de um tratamento. Ele é bum cidadão de bem e não faz e nunca fez mal a ninguém..

BRASILANDIA CIDADA
1 ano atrás

PARABENS POLICIA DE BRASILANDIA.
O PROBLEMA É QUE QUEM RECLAMA NÃO SABE ESCOLHER SEUS REPRESENTANTES.
ELES CRIAM A LEI E DA NISSO.
A POLÍCIA SÓ CUMPRE A LEI.

RECLAMAM QUANDO PRENDEM… RECLAMAM QUANDO A LEI MANDA SOLTAR…

POVO ESCOLHAM PESSOAS COMPETENTES PARA CRIAR AS LEIS PARA FACILITAR A VIDA DA POLÍCIA.

Dgc
1 ano atrás

Esse ladrão deu foi sorte de tá vivo

Vizinha
1 ano atrás
Resposta para  Dgc

Aluno do granapao

Figurante
1 ano atrás
Resposta para  Dgc

Não é ladrão não . Antes de julgar passa a saber a verdade.

Filhos da anarquia
1 ano atrás

Daqui uns tempos vamos fazer justiça com as próprias mãos . Brasilândia lugazinho ruim .

Artigos relacionados

Últimas Notícias