Publicidade
Chegou seu momento - Faculdade Cidade de João Pinheiro
Publicidade
InícioDestaqueHomem que mantou a namorada durante ménage pediu para que participante fizesse...

Homem que mantou a namorada durante ménage pediu para que participante fizesse sexo com a vítima ensanguentada

Defesa de Diego M. Resende teria o orientado a permanecer em silêncio

Publicado em

O homem que participou do ato sexual que terminou com o namorado matando a namorada por ciúmes em Patos de Minas prestou depoimento à polícia e contou detalhes de como tudo aconteceu. Ele disse que a garota foi espancada por mais de uma hora e que o agressor pediu para que ele fizesse sexo com ela mesmo após as agressões. O rapaz também contou que ficou preso dentro da casa e que precisou fugir.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

O rapaz, que vamos identificar pela inicial do nome W. contou que estava em um bar com um amigo (vamos identificá-lo pela inicial F. ) quando Diego fez contato com este seu amigo (F) o convidando para ir para sua casa tomar cerveja. Diego contou que estava com uma mulher na residência. F. respondeu que não poderia ir, uma vez que estava em companhia de W. em um bar. Diego insistiu e disse que ele poderia levar também o amigo W. Desta forma, os dois foram para a casa dele na rua Tomaz de Aquino.

No outro dia, por volta de meio dia, F. foi embora e ficaram somente os três, Diego, a namorada Gilmara Ferreira e W. Nesse instante, Diego trancou as portas e retirou as chaves. W. disse que ficou um pouco cismado, sem saber porque ele estava retirando as chaves. Em seguida Diego convidou W. e Gilmara para fazerem sexo a três.

Publicidade
J7 Imobiliária - O sonho da casa está aqui

W. contou que no meio do ato Diego fez um pedido para Gilmara que não foi atendido. “… já pedi três vezes e você não me escuta. Vou te ensinar”, disse Diego antes de iniciar as agressões. O namorado então se levantou e começou a chutar o rosto de Gilmara que se encolheu na cama para se defender. Segundo a testemunha, nesse instante, Diego pegou cabos de vassoura e rodo e começou a bater em Gilmara. Ele quebrou dois cabos de vassoura e ainda usou um terceiro para espancar a namorada, informou a testemunha.

W. disse que pedia a Diego para parar com as agressões, mas era ameaçado. “Cala a boca senão você terá o mesmo fim de Gilmara, apontado para ele uma ponta de cabo de vassoura quebrado. W. ainda tentou se levantar mesmo assim e também foi agredido com pauladas nas costas, nos braços e na testa. No depoimento, a testemunha conta que ainda viu Diego desferir estocadas na namorada.

Publicidade
Raimundo Contabilidade em João Pinheiro

A testemunha contou no depoimento ao qual o portal Patos Hoje teve acesso que no meio das agressões, Diego começou a chorar e a dizer que estava arrependido e que não era essa pessoa. W. contou que ele chegava próximo da vítima que estava em cima da cama e dizia: Porque você fez isso comigo? Você acabou com minha vida”. Mas em seguida voltou a ficar agressivo. Em determinado momento, ele determinou que W. fizesse sexo com Gilmara, mesmo ela estando toda ensanguentada. Ele negou e disse que não faria isso, mesmo que ele o matasse.

Diego então determinou que W. tirasse Gilmara da cama. W. disse que não faria isso e, então, Diego pegou Gilmara pelas pernas, jogou o corpo no chão e a arrastou para outro cômodo da casa. Depois disso, Diego determinou que W. fosse tomar banho, já que estava com sangue pelo corpo. W. então disse que o sangue era dele mesmo, devido as pauladas que havia levado.

Publicidade

Até este momento, segundo W. a vítima ainda estava viva e pedia para ser levada para o hospital e para tomar água. A testemunha informou que Diego chegou a pesquisar na internet o que fazer. Em um momento de descuido, o W. conseguiu fugir e ir até a Delegacia. Quando a Polícia chegou na casa, Gilmara já estava morta, com o corpo enrolado em plástico para ser desovada. Diego permanecia na casa e foi preso em flagrante. No depoimento, ele permaneceu em silêncio.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
5 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Acima de min tem deus
1 mês atrás

Essa história tá muiito mal contada ainda mano olha só o cara vai pra casa do outro faz sexo e ele ver o cara matando a mina e não faz nada o outro com um pal de vassoura mano o cara tem que ser muito fraco pra não conter um mano desse tem que leva esse mano que mato a mina pras ideias cara folga assim na comunidade e acha que vai se safa de boa aqui não fi tá folgando com a favela

Sinceridade
1 mês atrás
Resposta para  Acima de min tem deus

Concordo plenamente com vc

Favela
1 mês atrás

Uai no meu ver e isso que ele quer que o juiz pensa que ele e doido e se safa da prisão mano o cara tem que pagar com a própria vida tá ligado o mano esse safado tem que pagar com a própria vida tem que leva ele pras ideias e sumi com esse mano

Publicidade
Ménage
1 mês atrás

No mundo de hoje essas mulheres estão deixando o amor para o lado … Preferem os lobos mais.. que as humilhem e as batem … Ou quem tem dinheiro pra bancar elas… Não digo todas mas a maioria estão assim.. gostam do perigo

Favela
1 mês atrás

Uai no meu ver e isso que ele quer que o juiz pensa que ele e doido e se safa da prisão mano o cara tem que pagar com a própria vida tá ligado o mano esse safado tem que pagar com a própria vida tem que leva ele pras ideias e sumi com esse safado

Publicidade

mais artigos