Homem registra ocorrência alegando que foi baleado no Parque de Exposições; Sindicato Rural nega confusão em João Pinheiro

O rapaz procurou a polícia e disse que foi baleado, mas não apresentava perfurações de bala; ele estava embriagado

Um homem procurou a Polícia Militar na madrugada do último sábado (20) com lesões na boca, no braço e nas costas alegando que havia sido baleado durante uma festa que acontecia no Parque de Exposições, em João Pinheiro. Ele apresentava sinais visíveis de embriaguez e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros. O Sindicado Rural emitiu nota alegando que não houve registro de tiroteio no local.

O rapaz contou para a PM, segundo o JP Agora apurou, que estava em uma festa no Parque de Exposições com sua esposa, quando, por volta das 02 horas, resolveu ir ao banheiro. No trajeto, ele se deparou com uma briga e tentou apartar, momento em que um dos brigões, que estaria armado, disparou sete vezes em sua direção. Ainda de acordo com o relato do jovem, ele não conseguiu reconhecer o autor dos disparos.

Depois de fugir do suposto ataque, o homem foi encontrado cerca de uma hora depois. Sua esposa confirmou que eles estavam na festa, mas não disse que presenciou a confusão. Depois que o marido sumiu por cerca de uma hora, a mulher começou a procurá-lo e recebeu notícias de que ele havia sido esfaqueado, encontrando-o mais tarde todo ensanguentado na residência do casal.

Publicidade
Supermercado Líder - Corrida Premiada

Outras testemunhas que também estavam na festa contaram para a polícia que não ouviram barulhos de tiro. O homem foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros até a UPA, onde o médico de plantão constatou lesões características de faca na boca, em um dos braços e nas costas dele. Foi constatado, ainda, que o rapaz apresentava sinais característicos de embriaguez e confusão mental. A esposa admitiu que ambos fizeram uso de maconha e álcool.

Em nota, o Sindicato Rural de João Pinheiro negou que o suposto tiroteio tenha acontecido e destacou que haviam 10 seguranças contratados para fazerem a vigilância do evento. Confira, a seguir, a íntegra da nota.

“O Sindicato Rural de João Pinheiro informa que não houve nenhuma intercorrência durante o evento alugado para terceiros, que inclusive tem ciência que haviam 10 seguranças contratos para o referido evento, que os mesmo não foram solicitados para nenhuma briga sobretudo nessa magnitude. O Sindicato Rural ainda informa que irá tomar as medidas cabíveis para que a referida vítima corrija o boletim e informe onde realmente houve tal incidente.” Finalizou a nota.

8 COMENTÁRIOS


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


8 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Amigo dos amigos
13 dias atrás

Pego o mlk na covardia seu safado e ainda quer pagar de doído

Curioso
13 dias atrás

Quem foi a “Vítima” ?? Kkkk

Ti durim
13 dias atrás
Resposta para  Curioso

Esse site não presta nem pra colocar os nomes

DELTON
13 dias atrás

NOIS VAI PEAGA ELE DE NOVO SE LIGA VAI ESCAPA NAO

E o crime
13 dias atrás
Resposta para  DELTON

Bota a cara pnc

Delto
13 dias atrás
Resposta para  E o crime

Vou botar correr se liga e fica esperto

Dim
9 dias atrás
Resposta para  Delto

Uma hora nois trova

Dim
9 dias atrás
Resposta para  DELTON

Só n esquece que ele tem irmão falo doido

Artigos relacionados

data-matched-content-ui-type="image_card_stacked"

Últimas Notícias