InícioCidadeHomens protagonizam briga na praça Coronel Hermógenes em João Pinheiro; moradores pedem...

Homens protagonizam briga na praça Coronel Hermógenes em João Pinheiro; moradores pedem providências

Vídeo de briga entre dois homens no centro de João Pinheiro viraliza, levantando questões sobre a segurança na área

Publicado em

Um vídeo que captura uma briga entre dois homens na Praça Central de João Pinheiro tem circulado nas redes sociais, despertando uma ampla discussão sobre a segurança pública na região central da cidade. O fato teria acontecido na noite deste último domingo, 28 de janeiro, próximo aos trailers locais, e a causa da briga ainda é desconhecida.

As imagens mostram um homem, com um boné em mãos, desferindo golpes no rosto de outro indivíduo, que está deitado no chão. Em um momento posterior, o mesmo homem é visto enforcando a vítima caída. O episódio, capturado em vídeo, tem chocado os moradores da cidade pela brutalidade.

Fatos como este, cada vez mais frequentes, acendeu o debate sobre a deterioração da Praça de João Pinheiro. Com a crescente presença de andarilhos e moradores de rua, a área, que é um ponto de lazer e encontro para os munícipes, está se tornando um local cada vez mais propenso a incidentes de violência e insegurança.

Um morador das proximidades, que preferiu não se identificar, entrou em contato com o JP Agora para relatar o incidente. Ele afirmou que casos como o registrado no vídeo estão se tornando cada vez mais comuns, sem que medidas efetivas sejam tomadas. “Todo fim de semana é a mesma história. Eles vêm para cá, bebem, gritam, fazem bagunça e até atos obscenos, o que é muito incômodo. O odor de urina fica insuportável, e a sensação de insegurança para caminhar à noite no Centro da cidade é constante. Até o momento, nenhuma ação, nem mesmo educativa, foi implementada pela prefeitura. Estamos abandonados, e a situação só piora a cada dia”, desabafou o morador.

A divulgação do vídeo nas redes sociais não apenas expõe a gravidade do evento, mas também levanta preocupações quanto à necessidade de medidas efetivas para garantir a segurança dos cidadãos. Moradores clamam por ações imediatas das autoridades para reverter essa tendência e restaurar a sensação de segurança no coração da cidade.

Assinar
Notificar

Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


7 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Pinheirense
2 meses atrás

Situação difícil mesmo. Todo domingo pela manhã tem uma turma amanhecida, bêbada ou drogada nas proximidades da principal Igreja da cidade. Família com crianças ficam inseguras e constrangidas de passar pelo local. Culpa também da população que dá comida e dinheiro para os andarilhos. O certo é encaminhar até a casa de passagem do peregrino no bairro Papagaio. Do jeito que são tratados fixam residência. Esse local aí já está tão perigoso e fedorento quanto as proximidades da rodoviária. Situação ruim também para os comerciantes da região, pais de família que tem suas vendas prejudicadas pela presença dos moradores de… Leia mais »

Revoltado
2 meses atrás
Resposta para  Pinheirense

Concordo, não dê nada pra ninguém que eles procuram ajuda ou família.
Não dê esmolas você não esta ajudando

Piada
2 meses atrás

Homens não noiados mendigos kkk

Wolverine
2 meses atrás

O povo de João Pinheiro tratam tão bem os andarilhos com dinheiro e alimentação que mesmo ganhando passagem na assistência social eles não voltam pra suas cidades.

Rafaela
2 meses atrás

Acho estranho que ninguém vai lá separa acha bonito isso,

Joãozinho do Bar coab com orgulho
2 meses atrás

Para mim tinha que coloca polícia civil ao coloca moral, o nosso delegado fala uma vez só.

Falo mesmo
2 meses atrás

Se a população concedesse carta branca para a PM, resolvia facil. Mas o povo gosta só de criticar a polícia, então merecem essas porqueira aí mesmo.