Publicidade
Anúncio: J3 Ar Condicionado em João Pinheiro - Manutenção, Higienização e Instalação de Ar de todas as marcas
Publicidade
InícioPoliciaisJustiça acata tese defensiva e solta mulher que matou companheiro com golpe...

Justiça acata tese defensiva e solta mulher que matou companheiro com golpe de faca em Brasilândia de Minas

A justiça entendeu que ela agiu em legitima defesa contra uma violência doméstica

Publicado em

Na última sexta-feira, 09 de setembro, o Tribunal do Júri de João Pinheiro julgou o caso de Raniela Lopes de Oliveira, que foi acusada em 2011 pelo crime de homicídio após matar a facada seu companheiro Eudes Teixeira da Silva.

Publicidade
J7 Imobiliária - O sonho da casa está aqui

Na ocasião, o Ministério Público denunciou a mulher pela prática de homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima. Raniela ficou presa no Presídio de João Pinheiro desde maio deste ano, por cumprimento de mandado de prisão.

No Júri desta semana, o Ministério Público sustentou a denúncia de homicídio duplamente qualificado. Entretanto a defesa da mulher, composta pelo Advogado Leonardo Andrade Vasconcelos, disse que ela não teve a intenção de matar o seu companheiro, e que o ato de ataca-lo com uma faca seria para se defender de uma violência doméstica.

Publicidade
Nossa equipe está pronta para te atender - POP Pet Center João Pinheiro

Após calorosos, debates, o conselho de sentença votou e decidiu por acatar a tese defensiva, desclassificando o delito de homicídio para lesões corporais seguida de morte, sem intenção de matar.

Na sentença do Juiz Maurício Pinto Filho, ficou aplicada uma pena de 4 anos em regime aberto e mandou expedir alvará de soltura, tendo Raniela ganhando a liberdade após o julgamento.

Publicidade

O advogado de defesa, Leonardo Andrade Vasconcelos, afirmou estar satisfeito com o resultado, porém diante do recurso interposto pela acusação também irá recorrer.

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos