Publicidade
Anúncio: J3 Ar Condicionado em João Pinheiro - Manutenção, Higienização e Instalação de Ar de todas as marcas
Publicidade
InícioBrasilLevantamento aponta que Forças Armadas compraram 11,2 milhões de comprimidos de Viagra...

Levantamento aponta que Forças Armadas compraram 11,2 milhões de comprimidos de Viagra a R$ 33,5 milhões

Levantamento foi feito pelo deputado Elias Vaz, que identificou a intenção da Marinha de produzir o medicamento e pediu a convocação do ministro da Defesa na Câmara

Publicado em

As Forças Armadas compraram 11,2 milhões de comprimidos de Viagra no governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). O custo foi de R$ R$ 33.592.714,80, valor pago com recursos públicos. O levantamento foi feito pelo vice-líder do PSB na Câmara, deputado Elias Vaz (GO) pelo Portal da Transparência e Painel de Preços do governo.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

De acordo com o parlamentar, o governo federal fez 10 empenhos – reserva de dinheiro público – para a compra de citrato de sildenafila – nome farmacológico do Viagra – de 20, 25 e 50 miligramas. O contrato foi firmado entre o Laboratório Farmacêutico da Marinha Brasileira e a empresa EMS S/A.

Nesta quinta-feira (28), após a divulgação dos dados, Vaz apresentou um requerimento de convocação do ministro da Defesa, general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, na Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara, para explicar as compras do medicamento pelas Forças Armadas.

Publicidade
Pop Pet Center em João Pinheiro

Além dos contratos, o vice-líder afirma que há um contrato entre o Laboratório Farmacêutico da Marinha com a farmacêutica SEM para que haja a transferência da tecnologia de fabricação do composto do Viagra. De acordo com o deputado, o acordo demonstra o interesse da Marinha em produzir o medicamento.

“Queremos saber do ministro qual o critério adotado para decidir a produção de medicamentos pelas Forças Armadas. Por que a opção de investir dinheiro público para fabricar Viagra em detrimento de outros remédios, como antibióticos e analgésicos, por exemplo?”, questiona.

Publicidade
Raimundo Contabilidade em João Pinheiro

No início de abril, o jornal O Globo divulgou a compra de Viagra pelo Ministério da Defesa. O governo justificou a aquisição ao afirmar que as licitações visam o tratamento de pacientes com Hipertensão Arterial Pulmonar (HAP). Mas, de acordo com a bula, a dosagem correta para o problema é diferente da comprada para uso pelas Forças Armadas, de 25 mg e 50 mg.

Elias Vaz e o senador Jorge Kajuru (Podemos-GO) identificaram também licitações para a compra de 60 próteses penianas ao custo de R$ 3,5 milhões. O caso foi enviado para investigação pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

Publicidade
FonteO Tempo

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
6 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Cruzeirense
4 meses atrás

Ainda bem que Bolsonaro acabou com a corrupção 😂😂😂😂😂😂🙃

Galo Doído
4 meses atrás

Eu acreditava que os treinamentos das forças armadas era com fuzil, canhão, tanque de guerra, agorá os treinamentos são feitos com viagras e próteses peniana. E o trem e doido mesmo 😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂

Publicidade
Cruzeirense
4 meses atrás

E o PT? 😂

Cruzeirense
4 meses atrás

O bom e q Bolsonaro acabou com a corrupção 😂

Publicidade
Nelson
4 meses atrás

pra manter a DITADURA

Geraldo
4 meses atrás

PORQUE NÃO PODE COMPRAR OS AZULZINHO?, NÃO GASTA BILHÕES COM CAMISINHA?.

Publicidade

mais artigos