Publicidade
Anúncio: J3 Ar Condicionado em João Pinheiro - Manutenção, Higienização e Instalação de Ar de todas as marcas
Publicidade
InícioPoliciaisMadrasta é suspeita de abusar de enteada de três anos e acaba...

Madrasta é suspeita de abusar de enteada de três anos e acaba na delegacia em Patos de Minas

A suspeita, que é madrasta da criança, negou os fatos e foi encaminhada para a delegacia para prestar esclarecimentos

Publicado em

Uma mulher de 33 anos foi presa, pela Polícia Militar, suspeita de abusar sexualmente de uma criança de 3 anos nesse último domingo (30). A mãe suspeitou dos abusos depois que a criança se queixou de dores nas partes íntimas. Ela foi levada ao médico que constatou vermelhidão e lesões na parte interna do órgão genital da criança. A suspeita, que é madrasta da criança, negou os fatos e foi encaminhada para a delegacia para prestar esclarecimentos.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

De acordo com o registro da ocorrência, a criança de 3 anos teria passado o dia na casa do pai e da madrasta. Quando voltou para a casa da mãe, foi pedido para que ela fosse fazer xixi e ela respondeu que não podia pois estava com dores na região da genitália. Preocupada, a mãe olhou a filha e percebeu que ela estava com vermelhidão e apresentava algumas lesões no local.

Questionada, a criança disse para a mãe que a madrasta havia passado a mão nela e teria dito para não contar a ninguém, que seria segredo. A mãe acionou a Polícia Militar e levou a filha para o hospital. A criança confirmou para os médicos o que havia dito para a mãe. Após os exames, os médicos constataram que ela estava com lesões na parte interna da vagina, mas que o hímen estava preservado.

Publicidade
Life Center João Pinheiro

A mãe contou a história para os policiais que foram até a casa do pai da criança. Em conversa com a guarnição, a mulher de 33 anos negou os fatos de disse que a criança andou de bicicleta durante o dia todo e esse pode ter sido o motivo da vermelhidão e das lesões. O pai da criança se mostrou surpreso e disse que não acredita que a atual companheira tenha feito tal ato.

Diante dos fatos, a madrasta recebeu voz de prisão e foi encaminhada para a delegacia para prestar esclarecimentos.

Publicidade

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

mais artigos