Publicidade
Tratamento com as melhores condições - OdontoCompany João Pinheiro
Publicidade
InícioCidadeMoradores de JK continuam na bronca contra os Correios e prefeitura após...

Moradores de JK continuam na bronca contra os Correios e prefeitura após suspensão de entregas no distrito

Além do frete para a agência dos Correios, os moradores acabam tendo que pagar para taxistas levarem as encomendas até o distrito

Publicado em

O impasse entre a Prefeitura Municipal de João Pinheiro e os Correios continua tirando o sossego de moradores dos distritos da cidade. Nesta terça-feira, 24 de maio, a redação do JP Agora recebeu reclamações vindas do distrito de Luizlândia do Oeste (JK) de pinheirenses bastante revoltados com a situação. Os prejuízos se somam a cada dia, já que eles precisam pagar aos taxistas para buscar as encomendas na cidade.

Publicidade
Sicredi - Unidade inaugurada em João Pinheiro

Uma das moradoras que contatou a redação do site é comerciante e preferiu não se identificar. Ela disse que os Correios cobram o frete para entregar a encomenda em sua residência, mas o serviço foi interrompido e não está mais sendo prestado. Então, para manter sua loja de roupas e acessórios funcionando, a empresária tem que se submeter a outro pagamento, desta vez, a um taxista que cobra R$15,00 (quinze reais) para levar os pacotes de João Pinheiro a JK.

“Uma encomenda minha foi devolvida porque não tinha ninguém para trazer. Eu trabalho com revenda e tenho que pagar R$15,00 para o taxista toda vez para ele trazer de João Pinheiro até aqui. Só na semana passada, gastei mais de R$70,00 só com o taxista. Hoje eu já solicitei a busca de mais duas encomendas e nesta semana ainda vão ter muitas outras. Pedi roupas e não chegaram a tempo. Entrou o frio e não eram roupas de frio, então eu perdi venda. Muita gente que tinha encomendado comprou em outro lugar” contou a mulher, indignada.

Publicidade
J7 Imobiliária - O sonho da casa está aqui

Outra moradora, que também preferiu manter o anonimato, ressaltou que até para registrar uma reclamação junto aos Correios é difícil e que eles sequer avisaram que deixaram de realizar entregas no distrito.

“Já pagamos a taxa de entrega para os Correios até a nossa residência e a entrega não acontece. Ficamos prejudicados porque, além do frete, temos que pagar novamente um novo frete para o taxista. É muito complicado. Nem avisaram que os Correios daqui ia parar de funcionar. Já procurei telefone para reclamar com os Correios, mas não acha, ninguém resolve” pontuou a mulher, que preferiu não se identificar.

Publicidade
Raimundo Contabilidade em João Pinheiro

O morador Jeferson Pereira Mota destacou que o impasse entre a prefeitura e os Correios é o principal motivo para que a situação venha acontecendo nas últimas semanas. O sentimento, segundo ele, é de que as autoridades não ligam para o distrito de JK.

“Os Correios alegam que não tem responsabilidade de entregar aqui em JK. A Prefeitura alega que não pode arcar com a responsabilidade de arcar com o transporte porque quem recebe pelo transporte e o seguro são os Correios e com isso estamos há algumas semanas sem o recebimento dessas mercadorias. Eu quando compro, coloco o CEP 38776-000, daqui de Luizlândia. Eu pago SEDEX até o meu distrito. Não somos sequer avisados de quando elas chegam na agência de João Pinheiro. Estamos todos indignados. Estamos sendo tratados com descaso por parte das autoridades e pelos Correios” destacou Jeferson.

Publicidade

Questão contratual foi questionado por Edinho em entrevista

O Prefeito de João Pinheiro, Edmar Xavier Maciel (PDT), expôs publicamente que a Prefeitura está insatisfeita com os termos do convênio firmado com os Correios. Diante do tema, a redação do JP Agora buscou informações nos canais oficiais e constatou que, para cada distrito, a prefeitura recebe a quantia de R$1.420,29 (um mil, quatrocentos e vinte reais e vinte e nove centavos) para distribuir as encomendas e postagens da central de João Pinheiro até os distritos. A vigência de alguns dos contratos terminam entre 2022 e 2025.

Atualmente, a prefeitura tem 7 contratos de convênios em vigência, sendo eles para Veredas, Luizlândia do Oeste, Caatinga, Olhos D’água do Oeste, Santa Luzia da Serra, São Sebastião e Cana Brava. O valor recebido, segundo o prefeito, é muito baixo porque, com ele, a Administração Municipal tem que pagar o aluguel de um ponto comercial em cada distrito e pagar os custos de transporte.

Publicidade

“É um absurdo. Não tem lógica. Se Cana Brava e Olhos D’água tem uma população maior que Santa Fé e não tem transporte dos Correios de quem faturou R$3 bilhões no ano. Se a prefeitura fechar as unidades, os Correios vão levar as encomendas a cada 15 dias. Se você tem um boleto para pagar, ele vai chegar na sua casa depois de vencido. Não podemos comparar João Pinheiro com uma cidade de 3 mil habitantes” contou Edmar Xavier (PDT) na entrevista concedida ao Jeferson Sputnik.

Edmar Xavier Maciel (PDT) ressaltou, por fim, que já está providenciando uma solução definitiva com deputados e senadores que apoiam o município de João Pinheiro. A administração dos Correios, por sua vez, alega que o contrato de convênio está em plena vigência.

Publicidade

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
8 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Indgnada
6 meses atrás

É uma vergonha, jk rende não sei quantos $$$ pro perfeito de jp ficar só mamando na teta da cidade , tem é q municipar jk logo isso sim!

VERDADE
6 meses atrás

Que vergonha. Vamos fechar a rodovia que volta ao normal no mesmo dia.

Mateus
6 meses atrás
Resposta para  VERDADE

Concordo E Apoio

Publicidade
Telegran
6 meses atrás

Tem que privatizar o correio aí quero ver se as encomendas não chega.

Arcanjo
6 meses atrás

Tem que fechar a rodovia….. as mulheres que trabalham no correio sem educação.. trabalha sem querer… tem que Menhor isso e mandar as duas embora.

Arcanjo
6 meses atrás
Resposta para  Arcanjo

Melhora

Publicidade
Anônimo
6 meses atrás

E aí prefeito?!!

Prejudicada
6 meses atrás

Não somos obrigados a ficar no prejuízo enquanto o prefeito é os demais tentam resolver isso , coloca os correios pra funcionar enquanto vcs resolvem essa situação, e nossos direitos do consumidor , somos distrito de joao Pinheiro de onde sai a renda toda que abastece joao Pinheiro e onde somos os mais prejudicados , estamos sem médico tbm ,já fecharam o cras o que mais vão fechar ,não podemos deixar acontecer essas situações, vamos fechar a rodovia sim

Publicidade

mais artigos