InícioDestaqueMulher que foi brutalmente agredida pelo ex em Brasilândia de Minas está...

Mulher que foi brutalmente agredida pelo ex em Brasilândia de Minas está em coma e familiares clamam por justiça

Principal suspeito após ser preso foi liberado no mesmo dia

Publicado em

Justiça. Essa é a palavra que mais anseia a família de Barbara Michele, que foi brutalmente agredida pelo ex-marido na cidade de Brasilândia de Minas na madrugada do último dia 07 de dezembro. A mulher está em coma na cidade de Patos de Minas com a possibilidade de nunca mais acordar.

Barbara Michele foi brutalmente agredida pelo seu ex-marido, Zaqueu Borges da Silva, durante a madrugada da última quarta-feira (07) na Avenida Otávio Pinheiro em Brasilândia de Minas. O suspeito das agressões desferiu diversos golpes de faca contra Bárbara e ainda, utilizando umx tijolo, desferiu vários golpes contra a cabeça da sua ex-mulher.

Devido à gravidade das lesões, Bárbara ficou inconsciente e foi transferida para o Hospital Regional Antônio Dias em Patos de Minas. Desde o dia 07, a mulher está em coma, apresenta movimentos mas não retoma a consciência e, segundo familiares, há a possibilidade de Bárbara nunca mais acordar.

O JP Agora entrou em contato com a mãe de Bárbara, que deu mais detalhes sobre o ocorrido. Segundo ela, a filha estava em processo de divórcio e Zaqueu não aceitava o término da relação.

“Eles foram casados por quase 5 anos, ele sempre foi agressivo, ela já registrou ocorrências contra ele, e esse homem sempre convencia ela a retirar as ocorrências e a voltar com ele, ele batia nela e a minha filha ia embora, e ele sempre ia atrás” disse dona Maria Divina.

No dia da brutal agressão, a mãe de Bárbara conta que Zaqueu esperou sua filha sair do serviço para agredi-la e a brutalidade das agressões deixou sua filha em coma.

“Ela levou tijolada na cabeça, e levou várias facadas, ele bateu muito na cabeça dela, ela estava desacordada quando foi socorrida. Ela estava saindo do trabalho e ele pegou ela e fez isso”, lamentou a mãe de Bárbara.

A família está revoltada com a situação e pede justiça, já que o suspeito foi preso pela Polícia Militar no dia 08 e foi liberado pelo Delegado de João Pinheiro. Segundo apurado pelo JP Agora, a autoridade policial não poderia manter Zaqueu preso, sob pena de responder por abuso de autoridade.

Antes da condenação penal, Zaqueu poderá ser preso preventivamente caso a justiça entenda que ele pode oferecer riscos à integridade da vítima, testemunhas ou possa oferecer resistência à instrução do processo.

“Não existe justiça, se existisse justiça ele estava na cadeia, ele está de boa lá, ele ainda ameaçou meu neto de 08 anos na porta da escola. Eu estou fazendo essa vaquinha para tirar meus netos de Brasilândia de levar para outro local. Eu só quero ver esse homem na cadeia, quero que ele sinta na pele o que nós estamos passando”, disse.

Caso você leitor, quiser ajudar a família de Bárbara para realizar a mudança dos filhos e ajudar no tratamento faça um PIX para a chave (38) 9.9825-2819

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


1 Comentário
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Irônico
1 mês atrás

Qual argumento o delegado utilizou para deixá-lo solto?

mais artigos