Publicidade
Contrato odontológico - OdontoCompany João Pinheiro
Publicidade
InícioPoliciaisMulher se passa por policial penal para aplicar golpes do falso consórcio...

Mulher se passa por policial penal para aplicar golpes do falso consórcio em Brasilândia de Minas

JP Agora entrevistou duas vítimas e a suspeita, que negou as acusações

Publicado em

A história de uma administradora de consórcios que tem tirado o sono de diversos moradores de Brasilândia de Minas virou caso de polícia na tarde de ontem, 08 de junho de 2021. A mulher, segundo relatos levantados pelo JP Agora, pegava dinheiro sob a promessa de fazer consórcios, mas não pagava os contemplados e coagia os participantes dizendo ser policial penal para evitar desistências. O caso foi registrado como estelionato.

Publicidade
WN Telecom - Publicidade

A equipe de reportagem do JP Agora soube do caso na semana passada por duas pessoas que resolveram entrar nos consórcios e tentaram receber os valores investidos de volta depois que os relatos de que a mulher não pagava os contemplados começaram vir à tona. Até então, o caso não havia sido levado ao conhecimento da polícia.

Ainda na semana passada, depois de tomar conhecimento das acusações, o JP Agora entrou em contato com a suspeita, identificada como Ellen, e ela negou veementemente que estivesse devendo alguém. Afirmou, ainda, que havia combinado de pagar os dois últimos desistentes dos consórcios no fim de semana próximo. As fontes que contataram o site confirmaram a versão de que ela prometeu realizar o pagamento e, por isso, a redação optou por não noticiar o caso em razão da ausência de indícios de crime.

Publicidade
Pop Pet Center em João Pinheiro

No entanto, na tarde de ontem, 08 de junho, uma das consorciadas procurou a Polícia Militar para registrar os fatos. A solicitante do registro contou a mesma história que chegou ao conhecimento do JP Agora anteriormente, apontando que a suspeita Ellen pegou dinheiro com várias pessoas para fazer consórcios, não pagou os contemplados e nem quem optou por desistir. O prejuízo da vítima que procurou a PM foi de R$1.200,00 (um mil e duzentos reais). O relato aponta, ainda, que a suspeita tentava coagir os consorciados dizendo que era policial penal.

Foi apurado que Ellen nunca foi policial penal e o caso foi enquadrado como estelionato. A suspeita negou que falava para os outros que era policial penal na entrevista concedida ao JP Agora na semana passada. A ocorrência foi registrada para providências futuras e o caso deverá ser investigado pela Polícia Civil.

Publicidade
Raimundo Contabilidade em João Pinheiro

Comentários


Termo

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do JP Agora. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O JP Agora poderá remover, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos ou que estejam fora do tema da matéria comentada. É livre a manifestação do pensamento, mas deve ter responsabilidade!


Publicidade
13 Comentários
Mais votados
Mais recente Mais antigos
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Dom corleone
1 ano atrás

Vendo Merea turbo, nunca fundiu, só pegar e andar.
Vai q cola neh, em Brasilândia todo mundo cai em golpe mesmo

Dom corleone
1 ano atrás

Pior é falar q é policial penal onde nao tem nenhuma cadeia, povo de Brasilândia é bem besta tbm de cair numa dessa viu…

Oséias
1 ano atrás
Resposta para  Dom corleone

Ela mesmo já me ameaçou foi muitas vezes de vim até minha casa de me matar, é assimela fez com muitas pessoas daqui ela deve muito dinheiro fugiu de madrugada e não pagou ninguem

Osvaldo
1 ano atrás
Resposta para  Dom corleone

Ela não estás a dizer q e polícial penal em brasilandia “óbvio ” brasilandia não tem penitenciária…. ela fala que é polícial penal que atua em outra cidade …. dom corleone

Dom corleone
1 ano atrás
Resposta para  Osvaldo

Essa desculpa não cola, caiu ne dois golpes da mesma pessoa, do consórcio é de acreditar em ser policial penal… um dia vcs aprendem a não se iludirem por qualquer coisa

mariana
1 ano atrás
Resposta para  Osvaldo
Josimar Martins
1 ano atrás
Resposta para  Dom corleone

Ela dava o mesmo golpe aq em Paracatu foi embora corrida

Publicidade
Oséias
1 ano atrás

Eu mesmo fui vítima dela aqui em Paracatu é várias pessoas daqui são vítimas dessa mesma pessoas . Fugiu de paracatu é não pagou ninguém

Helen
1 ano atrás

Aprendiz do GRAMPAO

Publicidade
Josimar Martins
1 ano atrás

Essa mulher deu muito golpe aq em Paracatu se passava por Pricila

paulo fernando
1 ano atrás

Bonitinha mais ordinaria kkkkkkkkkk

Publicidade
mariana
1 ano atrás

eu vi esta menina aqui em Uberaba,mais não deve ser ela.estava no culto

Irônico
1 ano atrás

E as pessoas não perguntavam nome completo e investigava a função e qual a lotação da mesma. Acreditar em coelhinho da páscoa é só p crianças! Kkk

Publicidade

mais artigos